Pelé

Cosme Rímoli Mbappé iguala Pelé. E sai da Copa maior que Neymar

Mbappé iguala Pelé. E sai da Copa maior que Neymar

Cobiçado pelo Real Madrid, maior revelação do Mundial da Rússia, mais jovem artilheiro de uma final de Copa, depois de 60 anos. Mbappé

  • Cosme Rímoli | Do R7

Mbappé, ao contrário de Neymar, sai muito maior do que chegou à Copa do Mundo

Mbappé, ao contrário de Neymar, sai muito maior do que chegou à Copa do Mundo

Kai Pfaffenbach/Reuters - 15.07.2018

Estádio Luzhniki

Moscou, Rússia

Ele chegou para a Copa do Mundo como coadjuvante de Neymar. Mesmo francês, se rendia ao reinado do brasileiro no PSG. Sabia quem mandava. Por isso jamais criou problemas ou tentou ser o protagonista no clube da família real catariana.

Só que no Mundial, no time de Didier Deschamps não há a obrigação de tocar a bola, procurar um só jogador na hora dos contragolpes em velocidade, muito bem treinados. Não, Mbappé pôde ser Mbappé.

E o jogador de apenas 19 anos não só se igualou a Pelé, ao marcar um gol na final de um Mundial com menos de 20 anos. Fez dois gols em mata-matas e foi titular absoluto do time campeão mundial. Isso não acontecia desde 1958. Há exatos 60 anos.

Mbappé mostrou que está pronto para brigar não só por ser o principal jogador do PSG. Mas tem talento, físico, visão de jogo para entrar na disputa para valer. Ser o campeão do mundo.

Vai se tornar um problema para Neymar.

Aliás, já se tornou.

A imprensa francesa e a torcida do PSG estão encantadas com o jovem talento. A conquista do título mundial, hoje, aqui na Rússia, o colocou em outro patamar. 

Havia muito cuidado com a revelação dos centros de formação de atletas francês, que sempre o tratou que começou no time de Bondy, similar a um subdestrito de Paris. Sua velocidade era um dom que poderia colocá-lo nas pistas de atletismo. Mas o amor pela bola o fez ser tratado como uma das maiores revelações da história do Monaco.

O clube não resistiu ao poder econômico do rival Paris Saint-Germain e teve de ceder Mbappé, que forçou sua saída. Desde cedo, frequentando as seleções de base francesa, ele mostrava grande personalidade.

Essa maneira de encarar a vida o fez titular absoluto da França.

O jovem jogador da França tem muita personalidade. É assediado pelo Real Madrid

O jovem jogador da França tem muita personalidade. É assediado pelo Real Madrid

Jason Cairnduff/Reuters - 21.06.2018

Ter sido eleito como o jogador revelação da Copa era uma certeza.

Nenhum jovem talento se aproximou dele. 

O problema para o PSG é o interesse do Real Madrid no seu futebol.

Ao contrário de Neymar que saiu do Mundial como piada, por suas simulações, o francês saiu muito maior do que quando chegou. O pior, para a família real, é que ele sua personalidade forte. E que estaria disposto a substituir Cristiano Ronaldo no grande colecionador da Champions League.

Depois da decisão, vencida pela França, Pelé reconheceu, nas redes sociais, o talento de Mbappé.

"Bem-vindo ao clube, Kylian", postou o maior de todos.

A primeira manifestação da maior revelação da Copa de 2018 foi em outra direção.

"Meu amor", postou, mostrando o troféu conquistado na Rússia.

O mundo ganhou um jogador impressionante.

Uma jovem estrela.

Que não aceitará seguir coadjuvante de Neymar...

Últimas