Coronavírus faz Maratona de Tóquio ser cancelada para amadores

Apenas 200 atletas de elite poderão participar da prova que é considerada uma das 6 mais importantes do mundo

Maratona de Tóquio é cancelada por causa do surto de Coronavírus

Atletas na Maratona de Tokyo de 2019

Atletas na Maratona de Tokyo de 2019

EFE/EPA/Kiyoshi Ota

Uma notícia triste e decepcionante para muita gente. A Maratona de Tóquio, no Japão, marcada para o dia 1º de março, está cancelada para os atletas amadores. Apenas a elite do atletismo poderá participar. O anúncio aconteceu nesta segunda e a explicação é o surto de coronavírus, que atinge especialmente a Ásia mas assusta o mundo inteiro.

A decisão é radical e preocupa na medida em que Tóquio será a sede dos próximos Jogos Olímpicos que começam no dia 24 de julho. O Japão é o segundo país com mais casos de coronavírus e já registrou uma morte.

"Não podemos continuar com a realização do evento na escala originalmente antecipada", dizia a nota oficial da organização. A prova para os atletas de elite só não foi cancelada porque é uma etapa de classificação para a olimpíada. Serão apenas 200 atletas correndo no começo de março.

A maratona de Tóquio é uma das seis majors – as outras são Boston, Chicago, Nova York, Londres e Berlim – e reúne todos os anos mais de 38 mil atletas. Quem estava inscrito já está garantido na prova do ano que vem. No entanto, os custos com inscrição, passagens e hospedagens não serão reembolsados. Mais detalhes serão divulgados em abril, segundo a organização.

Dias atrás o governo de Tóquio já havia feito um pedido formal à China para que os atletas daquele país não participassem da competição como tentativa de conter o avanço do vírus.

Agora é torcer para que o surto de coronavírus não cause mais mortes e para que  a Olímpiada de Tóquio não sofra cancelamentos.