Blog do Fabiano Farah Santos vive crise às vésperas de 'jogo da vida' no Brasileirão

Santos vive crise às vésperas de 'jogo da vida' no Brasileirão

O técnico Marcelo Fernandes tenta administrar a insatisfação dos jogadores, que cobram premiações atrasadas de vitórias recentes

Soteldo lamenta lance na derrota do Santos para o Athletico-PR

Soteldo lamenta lance na derrota do Santos para o Athletico-PR

JOKA MADRUGA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 03/12/2023

O clima no Santos não é nada agradável.

Às vésperas da decisão contra o Fortaleza, nesta quarta (6), às 21h30, na Vila Belmiro, que vale a permanência na Série A do Brasileirão, o caso de indisciplina de Marcos Leonardo, que se atrasou para o embarque do time para o Paraná, na sexta-feira (1º/12),  é só a "ponta do iceberg".

Esta coluna apurou que o elenco demonstra insatisfação com "promessas não cumpridas" pela atual diretoria. Nos bastidores, os dirigentes são pressionados a pagar os famosos "bichos" por vitórias.

As premiações, que têm valores adicionais aos que foram previamente estipulados no início do Brasileiro, envolvem os jogos contra Palmeiras e Flamengo, pelo que esta coluna apurou. Nas duas partidas o Peixe venceu e ganhou sobrevida na competição nacional.

O técnico Marcelo Fernandes tem conversas longas com líderes do time, como o goleiro João Paulo e o volante e capitão Thomás Rincón, entre outros. Além de se preocupar com o campo, em ajustar a equipe para a "final" na Vila Belmiro, o comandante alvinegro tenta amenizar o clima pesado que ronda o CT Rei Pelé.

O presidente Andrés Rueda, em reunião recente com os cinco candidatos à presidência do Santos, avisou que os cofres do clube poderiam não suportar o pagamento de férias e do 13º salário.

A atual gestão adiantou recebíveis importantes para "honrar" a folha salarial de novembro e dezembro, como R$ 30 milhões da Federação Paulista de Futebol.

Além disso, usou R$ 25 milhões de luvas da Brax Sports Assets, empresa de marketing esportivo que vai comercializar placas publicitárias e direitos de transmissão de jogos do clube no Campeonato Brasileiro a partir de 2025. O vínculo terá duração de 2025 a 2029.

A folha salarial do elenco profissional do Santos bate os R$ 15 milhões mensais.

É uma das cinco maiores dos clubes que disputam a Série A do campeonato nacional e, mesmo assim, o Peixe chega à última rodada com risco de rebaixamento.

A reação dos torcedores é instantânea. Muitos relataram a nossa coluna que estão "decepcionados" com as cobranças dos atletas que "ainda não livraram o Santos do rebaixamento histórico".

No CT Rei Pelé a atmosfera é muito pesada! O momento do clube é o pior possível em 111 anos de história.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas