Blog do Fabiano Farah Santos fará empréstimo bancário e terá Rueda como avalista

Santos fará empréstimo bancário e terá Rueda como avalista

Marcelo Teixeira exigiu uma solução financeira do atual mandatário alvinegro, que prometeu deixar as contas em dia

A situação do Santos Futebol Clube não é grave apenas dentro de campo, com o rebaixamento histórico para a Série B. Marcelo Teixeira, presidente eleito no sábado (9), classificou as finanças do Peixe de "gravíssimas".

Diante desse cenário, Teixeira conversou, por telefone, com Andrés Rueda, que cumpre mandato até 31 de dezembro, e exigiu uma estratégia para pagar salários, décimos terceiros e férias de jogadores e funcionários.

A gestão Rueda criou o Funding, um fundo de financiamento coletivo que faz o Peixe tomar empréstimos em uma instituição financeira com juros abaixo do mercado. Para liberar essa condição especial, é preciso que santistas tenham dinheiro investido no banco, e, assim, automaticamente, eles servem de avalistas para o clube.

O Funding chegou a ter R$ 70 milhões de empréstimos tomados pelo Santos desde que foi criado, em 2022.

Com o dinheiro da venda dos atacantes Ângelo e Deivid Washington, Rueda também pagou parte desse empréstimo bancário. Restam nesse fundo apenas R$ 30 milhões, que são do próprio presidente Rueda.

Andrés Rueda será avalista de empréstimo bancário para pagar atrasados de dezembro

Andrés Rueda será avalista de empréstimo bancário para pagar atrasados de dezembro

Flickr/Santos FC

E é com essa margem e com ele próprio como avalista que Rueda, ainda presidente do Santos, vai pagar cerca de R$ 40 milhões de dívidas com jogadores e funcionários, só deste mês de dezembro.

Marcelo Teixeira já tem uma equipe de transição que analisa contratos e a situação financeira do Alvinegro. Com apenas duas competições em 2024 e com receitas em queda, Teixeira quer reduzir a folha salarial, atualmente perto dos R$ 15 milhões.

Para que isso aconteça, não está descartada a venda e até a troca de jogadores no início da próxima temporada.

Santos é rebaixado um ano após morte de Pelé, em meio a lágrimas e quebradeira

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas