Esportes Por um centésimo, Vinícius Rodrigues leva prata nos 100m na Paralimpíada

Por um centésimo, Vinícius Rodrigues leva prata nos 100m na Paralimpíada

Foi apenas no chamado "photo finish" que foi decidida a prova de 100m da classe T63 (para atletas amputados acima do joelho que usam prótese ou que tem dificuldade motoras em uma das pernas) na Paralimpíada de Tóquio, nesta segunda-feira. E o brasileiro Vinícius Rodrigues ficou com a medalha de prata por apenas um centésimo de segundo. O ouro foi para o russo Anton Prokhorov.

Vinícius fez uma prova como é costumeira para ele: depois de uma largada ruim, arrancou na metade final da prova e fez o tempo de 12s05. Prokhorov, que largou melhor mas viu o brasileiro se aproximar, quebrou o recorde paralímpico com a marca de 12s04s. O bronze ficou o alemão Leon Schaeffer, que completou a prova em 12s22.

O brasileiro precisou amputar a perna em 2015, quando tinha 19 anos, por conta de um acidente de moto. Então, se mudou para São Paulo para fazer a recuperação e começou então a praticar esportes paralímpicos, tendo praticado também o vôlei sentado, além do atletismo.

Desde então, a carreira de Vinícius cresceu e o brasileiro se tornou campeão parapan-americano, campeão mundial e, agora, vice-campeão paralímpico. Mas o velocista já se prepara para os próximos Jogos. Ao fim da prova, disse que pretende disputar ao menos mais três edições da Paralimpíada.

Últimas