Tóquio 2020

Olimpíadas Seleção feminina de futebol faz primeiro treino com grupo completo

Seleção feminina de futebol faz primeiro treino com grupo completo

Chegada de Debinha e Marta deixou a delegação completa na reta final de preparação, em Portland, EUA, para Jogos Olímpicos

Agência Estado - Esportes
Seleção embarca para o Japão no dia 15

Seleção embarca para o Japão no dia 15

Sebastião Moreira/EFE/12-12-19

A técnica sueca Pia Sundhage comandou, na noite de terça-feira, a primeira atividade com o grupo completo da seleção brasileira feminina. Com as chegadas de Debinha e Marta, a delegação já está completa para a reta final de preparação em Portland, nos Estados Unidos, visando a Olimpíada de Tóquio-2020. A equipe segue no país até o próximo dia 15, quando embarca para o Japão para o início da aclimatação antes da estreia na competição.

Como atuaram por suas equipes na Liga Norte Americana de Futebol (NWSL, na sigla em inglês) no último final de semana, Debinha e Marta foram poupadas da atividade tática. A dupla fez trabalhos à parte e estiveram atentas ao treinamento de Pia Sundhage. Em campo, a sueca deu sequência à segunda semana de trabalhos com o grupo.

Após o aquecimento, a treinadora comandou de transição ofensiva e defensiva, com ação de 3 contra 3. Em seguida, o grupo fez um trabalho em campo reduzido de 11 contra 11, ampliado na sequência para campo inteiro.

Um setor que mostrou muita evolução sob o comando de Pia Sundhage é a defesa. Em 18 jogos, foram oito gols sofridos. Entre as jogadoras que mais tiveram oportunidades de compor a defesa do Brasil está a zagueira Rafaelle, que disse que o segredo do sucesso foi acreditar no trabalho e plano de jogo passados pela comissão. A defensora também elogiou o trabalho da sueca e destacou que o último passo é ajustar detalhes no grupo.

"É muito importante acreditar no trabalho e no plano de jogo que a comissão nos passa. Esse é o segredo do sucesso de um time. O grupo foi ganhando confiança e o trabalho da Pia consistência. No começo ela ainda estava passando o estilo de jogo dela, agora penso que o time entendeu e confia. Todas acreditamos que vai dar certo, estamos bem fisicamente e agora é só questão de ajustes aos detalhes porque estamos há 15 dias do primeiro jogo e esse é um marco, um momento muito importante para nós", disse.

Rafaelle afirmou estar em sua melhor forma física e pronta para ajudar o Brasil. Ainda sobre o trabalho de Pia Sundhage na defesa e sua preocupação com o ataque, a zagueira explicou como a equipe está aperfeiçoando os detalhes nos treinos no Centro de Treinamento da Nike, em Portland.

"O trabalho na Pia na defesa vem sendo feito desde quando ela chegou aqui. A Pia sempre diz que a defesa começa no ataque, todo mundo defende. A escolha que fiz de jogar no Brasil foi mais para ter ritmo de jogo, atividade, melhorar fisicamente. Acho que isso tem me ajudado bastante, hoje estou na minha melhor forma física, 100% para ajudar o Brasil defensivamente. Mas acho que a defesa começa lá na frente, com as atacantes, e a Pia cobra bastante isso. Sobre o ataque, a Pia tem feito um bom trabalho, desde que a gente chegou aqui em Portland, temos feito um bom trabalho em finalizações. A Pia inclusive deixa os 15 minutos finais do treino para treinar bola parada, finalizações, falta e escanteio", explicou.

A estreia do Brasil nos Jogos Olímpicos será no próximo dia 21 diante da China, em Miyagi. Na sequência, a seleção feminina enfrenta a Holanda, no dia 24, no mesmo local, e fecha a fase de grupos contra a Zâmbia, em Saitama, no dia 27.

Brasil apresenta uniforme da delegação para Tóquio 2020

Últimas