Tóquio 2020

Olimpíadas Risco de surto de covid-19 em Tóquio 2020 é zero, diz chefe do COI

Risco de surto de covid-19 em Tóquio 2020 é zero, diz chefe do COI

Capital japonesa registrou na última quinta-feira (15) maior número de infecções do coronavírus nos últimos seis meses

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7, em Tóquio, no Japão

Bach se encontrou com autoridade japonesa e olímpica antes de Tóquio 2020

Bach se encontrou com autoridade japonesa e olímpica antes de Tóquio 2020

Christopher Jue/Reuters - 15/7/2021

A uma semana da cerimônia de abertura de Tóquio 2020, o presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional) disse nesta sexta-feira (16) que o risco de um surto de covid-19 é zero. A declaração de Thomas Bach acontece no momento em que a capital japonesa registra a maior alta de casos de infecção em seis meses.

Tóquio apontou 1.308 novos casos de infecção pelo novo coronavírus. Desde o começo da pandemia, foram mais de 185 mil casos, sendo 2.250 mortes só na capital.

“O risco para os residentes na Vila Olímpica e para a população japonesa é zero”, disse Bach, em encontro com a governadora de Tóquio, Koike Yuriko, e a presidente de Tóquio 2020, Seiko Hashimoto.

O chefe do COI aposta no sucesso de medidas preventivas para conter a contaminação do novo coronavírus. Segundo o dirigente, os atletas e as delegações olímpicas realizaram mais de 8 mil testes de detecção da covid-19.

A postura de Bach tem gerado crítica entre os japoneses contrários a realização dos Jogos Olímpicos. O jornal Asahi Shimbun publicou nesta sexta um editorial o qual classificou a postura do mandatário como “chocante e ultrajante”.

No caso mais recente de infecção por coronavírus, um membro da delegação nigeriana, que não teve nome divulgado, foi internado em Tóquio. Segundo a imprensa local, o caso é considerado leve.

Mensagem de paz

Bach visitou Hiroshima, uma das cidades atinginda pela bomba atômica na Segunda Guerra

Bach visitou Hiroshima, uma das cidades atinginda pela bomba atômica na Segunda Guerra

Eugene Hoshiko/Reuters - 15/7/2021

Bach aproveitou a visita ao Japão para ir até Hiroshima, junto com Nagasaki, uma das cidades atingida pela bomba atômica na Segunda Guerra Mundial. Em uma cerimônia discreta, ele reforçou a mensagem de paz que os Jogos Olímpicos levam para um país.

“Em sete dias a partir daqui, as delegações vão mandar uma mensagem de solidariedade ao Japão e ao mundo. Nós precisamos de mais solidariedade entre as sociedades. Sem isso, não chegaremos à paz”, disse Bach. “Desse modo, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos serão uma mensagem de esperança.”

Entre jabs e ganchos, Brasil treina para buscar ouro no boxe olímpico

Últimas