Tóquio 2020

Olimpíadas Renan Dal Zotto deixa hospital após 36 dias internado com covid-19

Renan Dal Zotto deixa hospital após 36 dias internado com covid-19

Técnico da seleção brasileira masculina de vôlei antecipou alta depois de sofrer com complicações do novo coronavírus

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7

Renan tomou primeira dose da vacina contra covid

Renan tomou primeira dose da vacina contra covid

Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A alta estava prevista para a manhã deste sábado (22), mas Renan Dal Zotto não quer mais perder tempo internado em um hospital, no Rio. O técnico da seleção brasileira de vôlei já está em casa, depois de 36 dias com um quadro grave de covid-19.

Renan deixou o CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Samaritano de Botafogo no Rio, na quarta, e, dede então, vem se recuperando bem. Na última quinta, segundo o amigo e vice-presidente da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), Radamés Lattari, já conseguia respirar sem ajuda de aparelhos e caminhar por mais tempo pelo quarto.

Internado desde 16 de abril, Renan, de 60 anos, foi extubado pela segunda vez no início deste mês. Em casa, ele poderá fazer os exercícios de fisioterapia respiratória e motora.

"Renan está bem, com a família, e seguirá fazendo fisioterapia respiratória e motora enquanto já acompanha, de maneira remota e dentro da limitação indicada, o dia a dia da seleção na disputa da Liga das Nações”, escreveu a CBV, em comunicado.

O técnico já tomou a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, em Santa Catarina. Ele se enquadrava no grupo prioritário da saúde por ser profissional de Educação Física.

O Brasil se prepara para a disputa da Liga Mundial e também dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Enquanto Renan se recupera, o auxiliar Carlos Schwanke comanda o time com o apoio da comissão técnica.

Craques querem Olimpíada, mas clubes podem atrapalhar planos

Últimas