Tóquio 2020

Olimpíadas Rebeca Andrade aproveita folga para torcer para Brasil no vôlei

Rebeca Andrade aproveita folga para torcer para Brasil no vôlei

Ginasta, dona de duas medalhas e porta-bandeira no encerramento em Tóquio 2020, estava na arquibancada da semi

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7, em Tóquio, no Japão

Brasil venceu a Coreia do Sul e se classificou à final dos Jogos Olímpicos

Brasil venceu a Coreia do Sul e se classificou à final dos Jogos Olímpicos

Carlos Garcia Rawlins/Reuters - 6/8/2021

Dona de duas medalhas em Tóquio 2020, porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento, Rebeca Andrade tirou uns dias de folga até domingo (8), último dia dos Jogos Olímpicos. A ginasta aproveitou para torcer para a seleção feminina de vôlei na Ariake Arena. E deu sorte. O time venceu a Coreia do Sul por 3 sets a 0 (triplo 25/16).

Em clima completamente favorável ao Brasil, inclusive com o som do DJ Stari, que adora música sertaneja, pagode e outros hits nacionais, a atleta se jogou na torcida ao lado de outros quase 50 membros da delegação verde-amarela. Quando o Baile de Favela, música que embalou suas medalhas, esteve nas caixas de som, a atleta fez um pouco da sua coreografia.

Com a vitória sobre a Coreia, o Brasil agora enfrentará os Estados Unidos no domingo, na decisão da medalha de ouro. A partida será uma reedição das finais de Pequim 2008 e Londres 2012, quando o Brasil levou a melhor.

Pega no doping, Tandara é campeã olímpica e ataca bola a 106 km/h

Últimas