Tóquio 2020

Olimpíadas Prata na Rio 2016, Felipe Wu diz que fez seu melhor apesar do 32º lugar

Prata na Rio 2016, Felipe Wu diz que fez seu melhor apesar do 32º lugar

Atleta brasileiro estava triste com resultado e não usou problemas com covid para justificar desempenho aquém do esperado

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7, em Tóquio, no Japão

Felipe Wu revelou que teve ciclo olímpico complicado após medalha na Rio 2016

Felipe Wu revelou que teve ciclo olímpico complicado após medalha na Rio 2016

Wander Roberto/Divulgação/COB - 24/7/2021

Vice-campeão olímpico na Rio 2016, Felipe Wu chegou em Tóquio 2020 com ainda mais expectativas de medalha. A competição na pistola de ar 10 metros, no entanto, acabou mais cedo para o brasileiro, neste sábado (24), no Asaka Shooting Range. O atleta encerrou a participação consciente de que fez o seu melhor.

Oito atletas se classificaram à próxima fase, que também não terá o vietnamita Hoàng Xuân Vinh, campeão há cinco anos.

Mesmo decepcionado com a eliminação procede, Wu garantiu que fez o seu melhor na competição. Se não fosse o calendário atrasado do tiro esportivo, o atleta de 29 anos nem teria tempo hábil para se classificar aos Jogos Olímpicos. O ciclo para a competição contou com uma lesão no ombro, clubes fechados na pandemia e dia com covid-19.

“Mesmo depois de todas as dificuldades do ano passado, com clube fechando e abrindo por conta da covid-19, me esforcei ao máximo, consegui a vaga e, mesmo depois de ter me classificado, continuei treinando ao máximo. O que me deixa tranquilo é que fiz o meu melhor”, disse Wu, que pacientemente atendeu os jornalistas.

Wu reconhece que a preparação foi complicada, mas não quis usar a pandemia do coronavírus como desculpa pelo resultado aquém do esperado. Segundo ele, não é possível afirmar que o período sem competições embaralhou os resultados.

“É difícil falar que a pandemia deu uma embaralhada na competição, porque algumas pessoas que estão ali no placar confirmaram suas boas participações nos últimos campeonatos. É chato, mas saio tranquilo porque fiz o melhor que pude”, completou o brasileiro.

Além de Wu, o Brasil conta também com as medalhas de Guilherme Paraense (pistola rápida 25 metros) e Afrânio Costa (pistola livre 50 metros), na Antuérpia 1920 — ambos também ajudaram a equipe a conquistar o bronze na pistola livre 50 metros, em um dos esportes mais tradicionais da Olimpíada.

Brasil confirma favoritismo na estreia do vôlei masculino

Últimas