Tóquio 2020

Olimpíadas 'Me olham no solo e percebem que a música é minha cara', diz Rebeca

'Me olham no solo e percebem que a música é minha cara', diz Rebeca

Ginasta brasileira faturou a prata no individual geral, a primeira medalha da ginástica brasileira entre mulheres, com Baile de Favela

  • Olimpíadas | André Avelar, do R7, em Tóquio

Rebeca Andrade exibe a medalha de prata que conquistou hoje em Tóquio

Rebeca Andrade exibe a medalha de prata que conquistou hoje em Tóquio

Lindsey Wasson/Reuters - 29.07.2021

O funk Baile de Favela, do MC João, embalou mais uma vez a apresentação de Rebeca Andrade no solo na Olimpíada de Tóquio 2020 nesta quinta-feira (29). Com a música ao fundo, a ginasta brasileira conquistou a medalha de prata, que representa a primeira da história para as mulheres na modalidade. 

Ao deixar o local de competições e conversar com a imprensa, Rebeca revelou que a escolha do funk para a apresentação no Japão foi uma surpresa do coreógrafo dela. "Foi incrível. Não foi uma ideia minha e adorei. Se vocês me olham no solo e ouvem a música, percebem que a música é a minha cara", afirmou.

Rebeca disse saber da importância do gênero musical para o Brasil e afirmou que, pessoalmente, é fã dos hits criados por MCs. "Querendo ou não, o funk é um dos ritmos mais escutados da música brasileira. Eu gosto de funk, adoro dançar funk e fico feliz de saber que todo mundo gostou dessa série", explicou.

Simone Biles

Segunda melhor na classificação geral para a final desta quinta-feira, Rebeca exaltou a decisão da ginasta americana Simone Biles, que desistiu de disputar a prova por conta da saúde mental prejudicada.

"É um orgulho que ela tenha tomado essa atitude, tenha pensado nela em primeiro lugar. Ainda mais nos Estados Unidos, deve ser uma pressão gigante em cima dela e ela deve se cobrar também. Ela é incrível, ela é a melhor do mundo e todo mundo sabe disso", disse a brasileira.

Rebeca não escondeu ser fã de Simone Biles. "O que sempre admirei nela era o psicológico. Isso sempre foi muito forte nela e hoje eu fico triste, mas, ao mesmo tempo, fico muito orgulhosa. Ela foi muito guerreira e está certa de ter pensado nela mesmo. Para fazer ginástica, você tem que estar concentrado e pensando em você", finalizou.

Veja imagens da apresentação de Rebeca Andrade na Tóquio 2020:

Últimas