Tóquio 2020

Olimpíadas Marcha Atlética: Erica Sena busca pódio inédito para o Brasil

Marcha Atlética: Erica Sena busca pódio inédito para o Brasil

Única atleta brasileira na competição, Érica entra, nesta sexta-feira (6), com o objetivo de melhorar a marca obtida em 2016

  • Olimpíadas | Enrico Malizia, Do R7*

Erica Sena no Mundial de Marcha Atlética de 2019, em Doha

Erica Sena no Mundial de Marcha Atlética de 2019, em Doha

EFE/Lavandeira jr.

Após ficar em 7º lugar nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, Erica Sena volta às ruas para mais uma participação brasileira na marcha atlética. A única mulher representando o Brasil na modalidade terá o desafio de superar o calor de 30ºC da cidade de Sapporo, onde será realizada a corrida, nesta sexta-feira (6), às 4h30, pela Olimpíada de Tóquio 2020.

Aos 36 anos de idade, esta é a segunda participação da atleta em Jogos Olímpicos. Em sua primeira oportunidade, na Rio 2016, Erica terminou a prova na sétima colocação e conseguiu a melhor posição para uma atleta do Brasil na história da prova em edições olímpicas.

Depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Erica Sena se colocou entre as melhores atletas do mundo pela marcha atlética. Nos dois últimos Mundiais de Marcha Atlética, a corredora finalizou na 4ª colocação. Além dos ótimos resultados nos últimos mundiais, Erica conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019.

Agora, mais experiente, a brasileira vai em busca do pódio inédito, para conquistar a primeira medalha brasileira no esporte.

Prata no skate e finais no boxe são destaques no 13º dia em Tóquio

*Estagiário sob supervisão de Eugenio Goussinsky

Últimas