Tóquio 2020

Olimpíadas Italiano estraga a festa do Japão na disputa da marcha atlética

Italiano estraga a festa do Japão na disputa da marcha atlética

Massimo Stano levou o ouro na prova de 20 km. Brasileiro Caio Bonfim, quarto na Rio 2016, terminou na 13ª posição em Tóquio

  • Olimpíadas | Do R7

Massimo Stano conquistou o ouro na marcha atlética de 20 km

Massimo Stano conquistou o ouro na marcha atlética de 20 km

Kim Hong-Ji/REUTERS/05-08-2021

A cidade de Sapporo, no norte do Japão, estava pronta para celebrar uma dobradinha dos donos da casa na prova masculina da marcha atlética de 20 km, mas viu o italiano Massimo Stano surpreender os favoritos e levar o ouro nos Jogos Olímpicos com o tempo de 1h21s05. Restou aos japoneses celebrar a prata, com Koki Ikeda, e o bronze de Yamanishi Toshizaku.

Candidato à medalha, o brasileiro Caio Bonfim, que ficou na quarta posição na Olimpíada do Rio, terminou na 13ª posição. Lucas Mazzo abandonou a prova após problemas musculares. Matheus Correa terminou em 46º lugar.

A prova começou com um ritmo forte, apesar do forte calor, e o japonês Yamanishi Toshizaku, campeão mundial em 2019, liderou o pelotão da frente. Após 4 km de prova, o chinês Wang Kaihua e o indiano Sandeep Kumar abriram vantagem de mais de 10 segundos para o segundo pelotão. Na passagem dos 6 km, Caio Bonfim ocupava a 32ª posição, Matheus Correa era o 34º e Lucas Mazzo estava na 46ª posição.

Bonfim aumentou o ritmo e na oitava volta ocupava a 23ª posição, 34 segundos atrás do líder, enquanto Correa caiu para 35º e Mazzo estava em 47º.

Na metade de prova, Caio Bonfim pulou para a 21ª posição, 48 segundos atrás de Wang Kaihua. Com duas punições cada, Matheus Correa e Lucas Mazzo perderam posições e caíram para 41º e 47º, respectivamente. No pelotão da frente, o japonês Yamanishi Toshizaku assumiu a segunda colocação.

Na passagem de 12 km, Caio Bonfim foi para a 14ª colocação, 48 segundos atrás do primeiro pelotão, que passou a ter a liderança de Yamanishi Toshizaku. Matheus Correa levou a terceira advertência e precisou parar por 2 minutos antes de seguir a prova.

Com 16 km, o italiano Massimo Stano assumiu a liderança. Caio Bonfim pulou para 12ª posição, 49 segundos atrás dos líderes. Lucas Mazzo abandonou a prova por questões musculares. Na reta final, o italiano aproveitou que os rivais japoneses tomaram punições e venceu a prova, nove segundos a frente de Koki Ikeda.

Últimas