Tóquio 2020

Olimpíadas Isaquias e Jacky ficam em 4º e não conquistam medalha na canoagem

Isaquias e Jacky ficam em 4º e não conquistam medalha na canoagem

Brasileiros largaram muito bem, mas foram superados por cubanos, chineses e alemães na categoria C2 1000 m

  • Olimpíadas | Do R7

Isaquias Queiroz e Jacky Godmann na prova de C2 1000 m

Isaquias Queiroz e Jacky Godmann na prova de C2 1000 m

Wander Roberto/COB/DIvulgação - 03.08.2021

Não foi dessa vez que Isaquias Queiroz conquistou sua quarta medalha olímpica na carreira. Ao lado de Jacky Godmann, ele ficou em 4º na final da canoagem velocidade C2 1000 m, disputada terça-feira (horário local) em Tóquio 2020.

Os brasileiros largaram muito bem e terminaram os primeiros 250 m em 3º. Porém, aos poucos, foram perdendo terreno para cubanos, chineses e alemães, que disputaram a vitória até o fim. O ouro terminou com Cuba, com a dupla Serguey Torres Madrigal e Fernando Jorge Enriquez. Eles ainda bateram o recorde olímpico da prova.

Os chineses Hao Liu e Pengfei Zheng levaram a prata e os alemães Sebastian Brendel e Tim Hecker, ouro no Rio, em 2016, ficaram com o bronze. 5 anos atrás, Isaquias foi prata nessa prova, ao lado de Erlon de Souza.

Parceria inédita
O novo parceiro de Isaquias Queiroz é mais um atleta baiano a figurar na canoagem brasileira. Inclusive, Jacky Godmann é da mesma cidade de Isaquias, a modesta Ubaitaba, de apenas 18 mil habitantes. Apesar da parceria inédita pelo Brasil, os dois ainda competem profissionalmente pela mesma equipe, o Flamengo.

Conheça Chico, o técnico 'paizão' por trás do sucesso de Rebeca

Últimas