Tóquio 2020

Olimpíadas Duplas femininas do Brasil disputam oitavas no vôlei de praia

Duplas femininas do Brasil disputam oitavas no vôlei de praia

Dupla Ana Patrícia/Rebecca pega Wang/Xia, da China e, com Duda, Ágatha encara de novo Ludwig, ouro no Rio, que estará com Kozuch

  • Olimpíadas | Eugenio Goussinsky, do R7

Ágatha (direita) foi prata nos Jogos do Rio 2016

Ágatha (direita) foi prata nos Jogos do Rio 2016

Miguel Gutiérrez/EFE/29-07-21

Após dificuldades na primeira fase, as duplas femininas brasileiras do vôlei de praia, Ágatha/Duda e Ana Patrícia/Rebecca terão duras missões pela frente nas oitavas de final dos Jogos de Tóquio 2020. Neste sábado (31), às 22h, Ana Patrícia e Rebecca enfrentam a dupla chinesa formada por Wang e X. Y. Xia, que terminou como líder do grupo C.

Ágatha e Duda enfrentam a dupla da Alemanha, Ludwig e Kozuch, no domingo (1), às 5h (de Brasília) de domingo. As alemãs terminaram a fase inicial na segunda colocação do grupo F. E as brasileiras, após perderem para a chinesas Wang e X.Y. Xia, terminaram em segundo lugar no grupo C.

Ana Patrícia (23 anos e 1m94) e Rebecca (28 anos e 1m75) terão de se superar para avançar rumo às quartas de final. As duas estreiam em Olimpíadas e fizeram campanha irregular na primeira fase, terminando com duas derrotas e uma vitória. A dupla brasileira, formada em 2017, passou de fase como uma das melhores terceiras colocadas pela média de sets vencidos na fase de classificação.

Wang Fan (27 anos e 1m88) e Xia Xinyi (24 anos e 1m82) estrearam como dupla em 2017. Wang já chegou às oitavas nos Jogos Olímpicos de 2016, quando formava dupla com Yue Yuan. Xia, por sua vez, pela primeira vez em Jogos Olímpicos.

Das brasileiras, Ágatha Bednarczuk (35 anos e 1m82) é a mais experiente. Foi prata olímpica em 2016, quando fez dupla com Bárbara Seixas. Ela terá pela frente, na dupla adversária, justamente Laura Ludwig (35 anos e 1m80) que, na ocasião, ficou com o ouro, jogando ao lado de Kira Walkenhorst.

Ágatha iniciou a dupla com Eduarda 'Duda' Santos Lisboa cerca de seis meses depois de ter conquistado a prata nos Jogos Olímpicos de 2016. Duda, de 1m80, completa 23 anos justamente no dia do jogo das quartas, 1 de agosto. De três finais de World Tour, elas foram derrotadas nas duas em que Ludwig esteve presente. 

Na primeira, em 2017, quando a parceira ainda era Walkenhorst. E a segunda, em 2019, já para a dupla Ludwig/ Kozuch (Margareta Kozuch, 34 anos e 1m88). O desafio, portanto, principalmente para Ágatha, é conseguir sua primeira vitória sobre Ludwig.

A dupla Ludwig/Kozuch, apesar de se conhecer desde os 14 anos, quando jogavam na seleção juvenil da Alemanha, jogou pela primeira vez em 2017, em Porec, Croácia, quando Walkenhorst ficou de fora devido a uma lesão. Depois, formaram parceria permanente em 2019, quando venceram o World Tour 2019.

Últimas