Tóquio 2020

Olimpíadas Delegação afegã não poderá disputar os Jogos Paralímpicos

Delegação afegã não poderá disputar os Jogos Paralímpicos

Apenas dois atletas estavam na delegação afegã, Zakia Khudadadi e Hossain Rasouli, ambos do taekwondo

AFP
Afeganistão não participará dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Afeganistão não participará dos Jogos Paralímpicos de Tóquio

REUTERS/Kim Kyung-Hoon

A equipe do Afeganistão não poderá participar dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, que começam na próxima semana, devido à situação de seu país, anunciou o Comitê Paralímpico Internacional (CPI). Apenas dois atletas estavam na delegação afegã, Zakia Khudadadi e Hossain Rasouli, ambos do taekwondo.

Khudadadi, de 23 anos, seria a primeira mulher a representar o Afeganistão nos Jogos Paralímpicos, mas os talibãs, contrários a que as mulheres frequentem a escola, trabalhem ou pratiquem esporte, assumiram o controle de Cabul no último domingo (15).

O porta-voz do CPI, Craig Spence, afirmou que "devido à situação muito grave do país, todos os aeroportos estão fechados e será impossível viajar a Tóquio".

O exército americano tentava proteger nesta segunda-feira (16) o aeroporto de Cabul para que milhares de cidadãos estrangeiros e afegãos consigam deixar o país.

O CPI não comentou sobre uma possível ajuda aos atletas paralímpicos afegãos. "Esperamos que a equipe e sua comissão técnica estejam seguros durante este período difícil", declarou Spence.

Com Messi, Neymar vira o favorito ao prêmio de melhor do mundo?

Últimas