Tóquio 2020

Olimpíadas Darlan Romani busca pódio inédito após bater na trave na Rio 2016

Darlan Romani busca pódio inédito após bater na trave na Rio 2016

Atleta brasileiro foi 5º colocado na última edição dos Jogos e, após ótimo ciclo olímpico, é um dos favoritos a medalhar em Tóquio

  • Olimpíadas | Do R7

Darlan Romani fez ótimo ciclo olímpico e manteve boa forma na estreia em Tóquio 2020

Darlan Romani fez ótimo ciclo olímpico e manteve boa forma na estreia em Tóquio 2020

Dylan Martinez/Reuters - 03.08.2021

Depois de bater na trave na Olimpíada de Rio 2016 com o 5º lugar, o brasileiro Darlan Romani chega a Tóquio 2020 para a final do arremesso de peso, que começa às 23h (horário de Brasília) desta quarta-feira (04), como um dos favoritos ao pódio da modalidade, nunca conquistado por brasileiros.

O atleta teve um ótimo ciclo olímpico rumo à capital japonesa, com dois títulos do Sul-Americano, o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e o quarto lugar no Mundial de Doha, em 2019.

A pandemia atrapalhou a série de boas colocações, interrompeu as competições em 2020,  infectou Romani com a covid-19 e o afastou de seu treinador. Mesmo assim, o brasileiro mostrou em sua estreia em Tóquio que está muito melhor do que em 2016.

Nas qualificatórias para a final desta quarta-feira em Tóquio, Romani alcançou a marca de 21,31 metros no arremesso, consideravelmente superior aos 21,02 metros que garantiram a ele o quinto lugar na Rio 2016. 

O desempenho representou, ainda, a quarta melhor marca entre todos os atletas na Olimpíada, superado somente por Ryan Crouser (22,05 metros), ouro na Rio 2016, Tomas Walsh (21,49), bronze na mesma competição cinco anos atrás, e Mesud Pezer (21,33).

Outras modalidades

Além de Romani, o Brasil será representado nesta quarta no atletismo por Felipe Santos, no Decatlo (às 21h), e pelas equipes dos homens (22h) e mulheres (23h30) no revezamento 4x100m.

Confira o calendário dos Jogos de Tóquio

Últimas