Olimpíadas Brasileira de coração, Nathalie vai em busca da 1ª medalha olímpica

Brasileira de coração, Nathalie vai em busca da 1ª medalha olímpica

Esgrimista nasceu em Milão, na Itália, mas, desde 2013, defende Brasil e já conquistou inédito título mundial na espada

Nathalie chega à Tóquio 2020 credenciada com o título mundial em 2019

Nathalie chega à Tóquio 2020 credenciada com o título mundial em 2019

Arte/R7

Sangue é italiano, mas o coração é brasileiro. Nathalie Moellhausen, nascida em Milão, na Itália, mas que, desde 2013, defende as cores verde e amarela será um dos destaques nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Aos 35 anos, a esgrimista busca a primeira medalha olímpica para o país, na modalidade espada.

Nathalie, filha de pai alemão e mãe ítalo-brasileira, fez um ciclo olímpico vitorioso para Tóquio 2020. Em 2019, ela conquistou o inédito título mundial e se credenciou como uma das grandes atletas para a disputa na capital japonesa. Atualmente, ela mora em Paris, na França, e faz intercâmbios na Itália, para chegar preparada para a competição.

“Em 2013, decidi abrir os meus horizontes e representar a minha segunda bandeira. Não foi fácil sair e assumir minha decisão frente a uma federação tão grande e importante na minha vida como a italiana. De uma certa forma, sabia que ia deixar minhas origens e certezas pra virar alguém que eu não sabia quem ia ser”, escreveu Nathalie, em suas redes sociais.

Na Rio 2016, Nathalie venceu três vezes e ficou entre as oito melhores da competição - foi a melhor participação brasileira nos Jogos. 

Saiba quem são os jogadores mais valiosos da Libertadores

Últimas