Tóquio 2020

Olimpíadas Atletas do Afeganistão deixaram país, revela presidente do COI

Atletas do Afeganistão deixaram país, revela presidente do COI

Bach revelou que dois atletas que se preparam para os Jogos Olímpicos de Inverno treinam longe de Cabul

Agência Estado - Esportes
Afegãos participaram da cerimônia de encerramento da Paralimpíada 2020

Afegãos participaram da cerimônia de encerramento da Paralimpíada 2020

Philip FONG/AFP - 5.9.2021

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, revelou na última quarta-feira (8) que todos os atletas do Afeganistão que disputaram Tóquio 2020, entre julho e agosto deste ano, conseguiram deixar o país, que teve o controle tomado pelos talibãs quase um mês atrás.

"Graças ao apoio da comunidade olímpica, que deram uma verdadeira mostra de solidariedade", afirmou o dirigente alemão, logo após o término de reunião da Executiva do COI.

Bach ainda revelou que dois atletas que se preparam para os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecerão em Pequim, na China, em fevereiro do ano que vem, estão treinando fora do território afegão.

"Além disso, um número significativo de membros da comunidade olímpica recebeu vistos humanitários e pode abandonar o país", relatou o presidente do COI.

Cinco atletas afegãos disputaram os Jogos Olímpicos e dois os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020. Todos, segundo Bach, receberão apoio da entidade internacional para que sigam se dedicando ao esporte.

Além disso, o dirigente informou que os que permanecerão no Afeganistão e desejem deixar o país receberão apoio do COI, "em particular, as mulheres e as crianças, mas, no geral, todos os que estiverem em risco devido a situação política".

Apesar da mudança de poder no país asiático, agora controlado pelos talibãs, o comitê olímpico nacional segue sendo reconhecido, levando-se em conta os dirigentes "que foram eleitos democraticamente", alertou Bach.

Menino fã de Messi pede socorro no Afeganistão: 'Por favor, me salvem'

Suspensão da Coreia do Norte

O COI suspendeu até o fim de 2022 o Comitê Nacional da Coreia do Norte pela não participação em Tóquio 2020.

Caso algum atleta do país se classifique para os Jogos Olímpicos de Inverno, marcados para acontecer Pequim, na China, em fevereiro do ano que vem, a Executiva do COI ficará responsável por decidir sobre a participação no evento.

Confira os destaques desta quarta-feira nas Eliminatórias Europeias

Últimas