Tóquio 2020

Olimpíadas Arthur Zanetti cai e perde a chance de fazer história nas argolas

Arthur Zanetti cai e perde a chance de fazer história nas argolas

Caso brasileiro conquistasse pódio em Tóquio 2020, ele seria o único a medalhar no aparelho em três Olimpíadas consecutivas

  • Olimpíadas | Do R7

Brasileiro havia sido ouro em Londres 2012 e prata em Rio 2016

Brasileiro havia sido ouro em Londres 2012 e prata em Rio 2016

Athit Perawongmetha/ REUTERS - 02/08/2021

O brasileiro Arthur Zanetti caiu nesta segunda-feira (2) durante sua apresentação na final da ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e perdeu a chance de fazer história nas argolas como o único atleta a conquistar medalhas em três Olimpíadas consecutivas.  

Em Londres 2012, ele havia sido ouro nesta prova. Quatro anos mais tarde, o brasileiro adicionou ao currículo extenso a prata na Rio 2016. Ele ainda tem seis medalhas nos Jogos Pan-Americanos e quatro em campeonatos mundiais. 

Primeiro a se apresentar, o brasileiro arriscou movimentos de grande dificuldade já na sua estreia e fez grande apresentação até o final, quando caiu de joelhos ao tentar aterrissar depois de um mortal triplo. A nota da apresentação foi baixa: 14.133.

O nível da prova, porém, foi muito alto e os concorrentes deixaram o brasileiro de fora do pódio já na quarta apresentação, do grego Eleftherios Petrounias, que anotou 15.200. O final da prova acabou com os chineses Yang Liu (ouro), com 15.500, e Hao You (prata), com 15.300, no topo, acompanhados do grego Petrounias (bronze).

Depois da prova, Zanetti comentou que foi para o "tudo ou nada" na sua apresentação devido à ordem de apresentação na prova. Ao saber que seria o primeiro, disse Zanetti, a estratégia era de subir o nível da apresentação o máximo possível porque suas manobras de rotina não seriam suficientes para garantir a medalha. 

Com a falha de Zanetti, o time brasileiro masculino de ginástica artística corre o risco de sair de Tóquio 2020 sem medalhas. Arthur Nory, uma das estrelas do time, decepcionou nos aparelhos em que era favorito (barra fixa e solo) e foi eliminado na primeira fase. Diogo Soares não conseguiu o título no individual geral. Só Caio Souza ainda pode conseguir o pódio, no final do salto nesta segunda. 

Entre as mulheres, no entanto, o Rebeca Andrade já conquistou um ouro e uma prata. Flávia Saraiva, na trave, ainda pode brilhar hoje e elevar o Brasil no quadro de medalhas. 

Fim do sonho! Veja o erro de Arthur Zanetti na final olímpica das argolas

Últimas