Tóquio 2020

Olimpíadas Apoio de atletas a Biles reflete conscientização sobre saúde mental

Apoio de atletas a Biles reflete conscientização sobre saúde mental

Norte-americana de 24 anos chocou o mundo do esporte ao abandonar as competições por equipes e individual geral

Reuters
Simone Biles desistiu da competição por equipes e da individual geral

Simone Biles desistiu da competição por equipes e da individual geral

Dylan Martinez/Reuters

A ginasta Simone Biles recebeu muitas mensagens de apoio de colegas atletas após abandonar duas provas nos Jogos de Tóquio citando a sua saúde mental, um sinal de como a conscientização sobre o bem-estar emocional mudou drasticamente nos últimos anos.

A super-estrela norte-americana de 24 anos chocou o mundo do esporte ao abandonar a competição por equipes na terça-feira, citando a necessidade de proteger sua saúde mental. Um dia depois, ela se retirou também da competição individual geral.

Ela atraiu apoio amplo de companheiras de equipe, colegas olímpicos e atletas aposentados, em um sinal claro de como o discurso público sobre questões como estresse e depressão está sendo aceito nas redes sociais e de maneira mais frequente nos últimos anos, especialmente durante a pandemia de covid-19.

"Partiu meu coração", afirmou o nadador norte-americano Michael Phelps à emissora NBC. "Mas também, se você pensar bem, a saúde mental nos últimos 18 anos se tornou algo que as pessoas estão discutindo."

Phelps, o maior nadador da história com 23 medalhas de ouro em Olimpíadas, discutiu publicamente sua própria batalha contra a depressão, incluindo quando contemplou o suicídio.

A nadadora norte-americana Erica Sullivan, que levou a medalha de prata nos 1.500 metros nado livre, também se abriu sobre suas próprias lutas em uma entrevista coletiva.

As companheiras de equipe de Biles também a elogiaram, com Sunisa Lee publicando no Instagram: "Orgulho de você e tudo que você conquistou! Obrigado pro ser um exemplo e alguém que admiro todos os dias".

Últimas