Seleção brasileira

Olimpíadas Antony sonha com Olimpíada e já pensa na seleção principal

Antony sonha com Olimpíada e já pensa na seleção principal

Jogador, atualmente no Ajax, foi um dos destaques da seleção que conquistou a vaga no Pré-Olímpico no futebol

Antony foi campeão em torneio na França

Antony foi campeão em torneio na França

Mauro Horita/CBF

Quando o atacante Antony está diante de um marcador, a impressão que passa é a de que ele tem controle sobre o adversário. Canhoto, sabe fazer o movimento certo para sair da marcação. Essa situação se assemelha à sua própria carreira.

Antony Matheus dos Santos, de 21 anos, convocado para a seleção olímpica, sempre teve paciência para esperar o momento de dar um passo adiante no futebol. Subiu para os profissionais do São Paulo, onde iniciou em 2010, após um trabalho consistente na base. E chegou à seleção sub-23, em 2019, convocado por André Jardine.

Essa ascensão natural o faz ter a expectativa de ir à Olimpíada de Tóquio, que se inicia em agosto próximo. Para tanto, ele seguiu a mesma receita: trabalhou com confiança em seu atual clube, o Ajax.

"Estou muito focado na disputa das Olimpíadas, pois é um objetivo que tenho. Procuro dar meu melhor no clube para fazer parte do grupo que estará no Japão", conta, ao R7.

Já na categoria profissional, na qual iniciou em 2018, ele aproveitou a oportunidade para se destacar e ser chamado para seleções de base.

Assim, Antony se sagrou campeão do Torneio Maurice Revello (antigo Torneio de Toulon), na França, em 2019, e foi uma importante peça no esquema tático da seleção no Pré-Olímpico em 2020, jogando ao lado de nomes como Pedrinho, Matheus Cunha e Paulinho que, inclusive, lhe deu o passe para o seu gol marcado contra a Bolívia, na vitória por 5 a 3, tocando como se fosse um centroavante, na pequena área.

Antony foi um dos destaques do título do Ajax

Antony foi um dos destaques do título do Ajax

MAURICE VAN STEEN/EFE - 2/5/2021

Com o vice-campeonato, a equipe garantiu vaga na Olimpíada. Antony tem a expectativa de que isso seja levado em conta nas próximas convocações de Jardine.

"Participei do Pré-Olímpico e sei da importância deste momento para um atleta. Que eu possa estar entre os convocados", afirma o jogador, disposto a lutar pelo bicampeonato olímpico com a camisa amarela.

Há a chance dele atuar ao lado de Neymar, já que Jardine poderá chamar até três jogadores com mais de 23 anos, para participar dos Jogos Olímpicos. Atuar em alto nível, ao lado de jogadores consagrados, é uma experiência que vem se repetindo em sua curta carreira.

E que o faz pensar ainda mais além do universo olímpico. Para Antony, a seleção brasileira principal é um sonho possível de ser realizado. A sua própria vivência lhe mostrou que os treinadores estão sempre observando aqueles que se destacam. Foi assim com ele nos clubes. E é assim que ele acredita que chegará lá.

"Seleção é o auge pra todo atleta e sei que as coisas acontecerão no seu tempo. A comissão procura olhar a todos, analisar, então estou tranquilo e com a mente boa em busca desse objetivo. Uma hora a Seleção principal vai aparecer e tenho de estar preparado", observa, demonstrando a mesma confiança que o levou cedo para um dos grandes da Europa.

Veja atletas brasileiros que podem brilhar nas Olimpíadas de Tóquio

Últimas