Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Lucas Dias é eleito MVP e Olivinha é homeageado no fim da NBB

A cerminônia de encerramento contou com as premiações de melhor técnico e quinteto ideal

Olimpíada Todo Dia

Olimpíada Todo Dia|Do R7


Mais uma temporada do NBB chegou ao fim, e o término veio acompanhado da cerimônia, na última terça-feira (18), para premiar os melhores do ano. Lucas Dias, do tricampeão Sesi Franca, foi eleito, pelo segundo ano seguido, o MVP. Já Olivinha foi homenageado devido sua aposentadoria após 16 temporadas, o atleta do Flamengo agora dá nome ao troféu de melhor reboteiro da temporada. Além disso, Paulo Jaú foi eleito o melhor técnico da competição.

MVP

O Sesi Franca foi o grande campeão da temporada 2023/24 do NBB após bater o Flamengo na série melhor de cinco, por 3 a 1. Junto com o título, a equipe paulista também teve o MVP. Lucas Dias teve médias de 18,2 pontos e 6,4 rebotes por partida, porém, apenas 2,7 assistências. O paulista igualou Marcelinho Machado, com dois MVPs, e agora está apenas um atrás de Marquinhos, o maior vencedor. 

Publicidade

“Fico muito feliz com essa conquista. Isso mostra que estamos indo para o caminho certo. A temporada foi muito desgastante, conseguimos fechar com chave de ouro, eu sendo MVP das Finais, MVP do Jogo das Estrelas, agora MVP da temporada”, completou Lucas, que ainda esteve no quinteto ideal da temporada.

OLIVINHA HISTÓRICO

Publicidade

O ala-pivô rubro-negro deixou as quadras nesta temporada após o vice do NBB. O carioca participa da temporada regular desde 2008/09, a primeira da história. De lá para cá, foram oito títulos (2012/13, 2013/14, 2014/15, 2015/16, 2018/19 e 2020/21). E nada mais justo que batizar o prêmio de reboteiro da temporada para o maior reboteiro da história da NBB.

“É uma honra gigantesca para mim. Sinceramente, fui pego de surpresa, estava sentadinho, falaram meu nome, me chamaram no palco para homenagear o Paranhos (reboteiro da temporada), então, sem dúvida nenhuma, que é uma surpresa muito boa para mim, uma homenagem muito bacana que a Liga fez colocando o meu nome no troféu e eu fico muito feliz por essa homenagem e feliz por ter o Paranhos nessa temporada pegando muitos rebotes”, exclamou o craque.

Publicidade

TROFÉU ARY VIDAL (MELHOR TÉCNICO)

Paulo César Jaú, faturou o prêmio de melhor treinador da temporada 2023/24 do NBB. Porém, é a primeira vez que o técnico conquista o troféu. Jaú saiu de auxiliar de Guerrinha no início da temporada para conduzir o Bauru Basket entre um dos quatro semifinalistas da competição, caindo apenas para o Flamengo, e é o 11º comandante diferente a levar o prêmio para casa.

“Estava lá em Jacareí, como eu falo, com meus ‘monstrinhos’, com meu Sub-13 e Sub-18, em um projeto modesto, aí veio o convite para ir para o Bauru Basket. No dia que assumi a equipe, perco a pessoa mais querida da minha vida, que é a minha mãe. Foram muitas emoções, um verdadeiro turbilhão. Tinha felicidade de um lado e tristeza de outro. Tivemos uma temporada bacana. Os caras me abraçaram, as coisas aconteceram. Esse troféu não é só meu, é da minha família, é dos meus amigos, é do Bauru Basket, é da minha comissão técnica”, disse o técnico.

QUINTETO IDEAL

Elinho, do Corinthians, foi o armador escolhido, enquanto Gui Deodato e Isaac Thornton, da dupla Flamengo e Botafogo, respectivamente, foram os alas do quinteto. Fechando o time, Gabriel Jaú, do Flamengo, e o craque da temporada, Gabriel Dias, do Sesi Franca, foram os pivôs.

OUTRAS PREMIAÇÕES

Personalidade do ano: Carlos Maluf

Melhor ataque: Sesi Franca - Média de 85,74 pontos anotados por partida

Melhor defesa: Club Athletico Paulistano - 70,71 pontos sofridos por partida

Troféu Oscar Schmidt (líder em pontos): Isaac Thornton (Botafogo) - 21,69 pontos por partida

Troféu Olivinha (Líder em rebotes): Alexandre Paranhos (Minas Tênis Clube) - 7,38 rebotes por partida

Líder em assistências: Elinho (Corinthians) - 9,08 assistências por partida

Líder em eficiência: Lucas Dias (Sesi Franca) - 19,3 por partida

Melhor defensor: Dontrell Brite (Bauru Basket)

Jogador que mais evoluiu: Rafael Paulichi (R10 Score Vasco da Gama)

Destaque jovem: Márcio (Sesi Franca Basquete)

Melhor estrangeiro: Isaac Thornton (Botafogo)

Melhor sexto homem: Matheus Eugeniusz (R10 Score Vasco da Gama)

Equipe fair play: Sport Club Corinthians Paulista

Árbitro revelação: Thiago Luiz Victorino

Melhor trio de arbitragem: Andreia Regina Silva, Cristiano Maranho e Fabiano Huber

Melhor árbitro: Andreia Regina Silva

X

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.