Malone ataca Jordan após recusar participação em documentário: 'Filho da p...'

Karl Malone se recusou a participar da série documental "The Last Dance", ou "O Último Arremesso" no nome brasileiro, sobre a temporada 1997/1998 do Chicago Bulls na NBA e sua principal estrela, Michael Jordan. Ainda assim, o ala-pivô comentou sobre o antigo adversário durante entrevista à ESPN, que também produziu o documentário.

"Eu tenho o maior respeito por Michael. Mas nunca achei que estava jogando contra o Michael Jordan, mas sim estava jogando contra o Chicago Bulls. Todos dizem que ele era um tipo maldoso. E eu respeito isso. Mas vou dizer uma coisa: eu também era um filho da p... É como eu o recordo e é como eu sou", afirmou.

Malone é o segundo maior pontuador da história da NBA e foi eleito para o Hall da Fama do basquete, mas não conquistou nenhum título do torneio. No Utah Jazz, chegou na final duas vezes, mas foi derrotado em ambas pelos Bulls de Jordan (nas temporadas 1996/1997 e 1997/1998).

Na temporada 1997/1998, Jordan foi decisivo ao garantir o título da franquia de Chicago no jogo 6 em lance que roubou a bola justamente de Malone. O ex-Utah Jazz foi sucinto ao relembrar o momento.

"Michael Jordan, apenas. Tipo... O que mais eu preciso falar. Por que é que preciso de falar sobre isso? Mas eu digo: sou homem e aceito a responsabilidade de não vencer. Acontece que nós jogamos contra os Bulls, que não tinham só Michael Jordan, por acaso", disse.

Jordan e Malone também estiveram do mesmo lado ao menos uma vez: os dois participaram do "Dream Team", a seleção dos Estados Unidos que conquistou a medalha de ouro na Olimpíada de 1992, em Barcelona, na Espanha, e é considerado o melhor time da história do basquete.