Novo Coronavírus

Mais Esportes Revezamento da tocha e mais: como coronavírus afeta mundo esportivo

Revezamento da tocha e mais: como coronavírus afeta mundo esportivo

A covid-19 fez organizadores cancelarem a tradicional etapa da tocha olímpica na Grécia, corridas automobilísticas e maratonas 

  • Mais Esportes | Do R7, com informações da EFE

Etapa da Grécia de revezamento da tocha olímpica foi cancelada devido ao coronavírus

Etapa da Grécia de revezamento da tocha olímpica foi cancelada devido ao coronavírus

REUTERS/Costas Baltas (13.3.2020)

A pandemia de coronavírus tem alterado significamente a vida de muitas pessoas em todo o mundo, com restrições de voos, entradas em países, cancelamentos de eventos e isolamento domiciliar. Não é diferente no mundo esportivo, já que várias competições foram canceladas ou suspensas. 

A começar pela simbólica etapa grega do revezamento da tocha olímpica para os Jogos de Tóquio, que foi cancelada nesta quinta-feira. 

O Comitê Olímpico Grego (COH) afirmou que, devido aos últimos acontecimentos relacionados à propagação do vírus SARS-CoV-2, decidiu, em associação com o Ministério da Saúde grego, adotar essas medidas para contribuir para a contenção da pandemia.

Apesar disso, o comitê organizador da Olimpíada de Tóquio manteve os jogos a partir de 24 de julho e acrescentou, em comunicado, que continuará trabalhando em estreita colaboração com todas as organizações envolvidas no evento, incluindo o COH e o Comitê Olímpico Internacional (COI).

"Tóquio 2020 trará a chama olímpica ao Japão e, de acordo com a política de contramedidas definida pelo governo nacional, trabalharemos em estreita colaboração com todos os municípios e organizações relacionadas no Japão para garantir que o revezamento da tocha olímpica comece com segurança no dia 26 de março", acrescenta o comunicado.

Apesar das mensagens do COI e dos organizadores, a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos nas datas previstas este ano - 24 de julho a 9 de agosto e 25 de agosto a 6 de setembro, respectivamente - foi colocada em xeque pela pandemia do coronavírus, que já infectou mais de 129 mil pessoas e matou quase 5 mil no mundo todo.

Competições pelo mundo

Os efeitos do coronavírus no esporte nos Estados Unidos levaram mais quatro organizadores de evento a suspender ou cancelar competições.

O presidente do Clube Nacional de Golfe Augusta, Fred Ridley, disse em comunicado que o Masters 2020 será adiado até novo aviso devido ao aumento dos casos de covid-19. Da mesma forma, confirmou a suspensão do Torneio Nacional Feminino, assim como a final nacional do torneio Drive, Chip e Putt.

Enquanto isso, os responsáveis pela Fórmula Indy anunciaram em um comunicado que o Grande Prémio de St. Petersburgo, na Flórida, foi definitivamente cancelado por causa do vírus SARS-CoV-2. A princípio, a ideia era realizar a corrida com portões fechados.

A Nascar, que para este fim de semana havia previsto disputar, sem público, a corrida no Autódromo de Atlanta, anunciou a suspensão das atividades.

O atletismo também não conseguiu escapar ao efeito da covid-19, e os organizadores da Maratona de Boston anunciaram que a tradicional corrida de longa distância foi remarcada para 14 de setembro.

No Uruguai, a autoridade de futebol suspendeu por tempo indeterminado todos os jogos oficiais após o anúncio dos primeiros quatro casos de coronavírus no país.

Nesta semana, a Fórmula-1 anunciou o adiamento dos GPs do Bahrein e Vietnã. O GP da Austrália já havia sido suspenso. Assim como, a NBA, principal liga de basquete dos Estados Unidos. 

Na América do Sul, a Comenbol suspendeu os jogos da Libertadores da América previstos para a semana que vem.

No Campeonato Paulista, as partidas marcadas para este fim de semana na cidade de São Paulo serão realizadas com portões fechados. Entre os jogos afetados está o clássico entre São Paulo e Santos, deste sábado. O Tricolor paulista, mandante da partida, prometeu reembolsar quem já tiver comprado ingressos.

Coronavírus: como a pandemia está afetando o mundo esportivo

Últimas