Livre Surf Veja o caminho de Tatiana Weston-Webb até o Wsl Finals 

Veja o caminho de Tatiana Weston-Webb até o Wsl Finals 

Veja o caminho para o WSL Finals de nossa brasileira Tatiana Weston-Webb e o poder da sua autoconfiança.   Veja o caminho de Tatiana Weston-Webb até o Wsl Finals Esta foi a primeira temporada desde que Tatiana Weston-Webb se juntou ao Tour em 2015 que não havia dúvidas de que ela estava indo para um …

Livre Surf

Veja o caminho para o WSL Finals de nossa brasileira Tatiana Weston-Webb e o poder da sua autoconfiança.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
Tatiana nas ondas de Pipeline.

Veja o caminho de Tatiana Weston-Webb até o Wsl Finals

Esta foi a primeira temporada desde que Tatiana Weston-Webb se juntou ao Tour em 2015 que não havia dúvidas de que ela estava indo para um título mundial.

Ela teve um dos melhores anos de sua carreira, alicerçado em uma confiança inabalável, que fez toda a diferença em algumas baterias difíceis.

Weston-Webb sempre foi uma ameaça viva ao título, mas este ano ela parecia ter algo diferente. Ficou mais claro quando ela derrotou a sete vezes campeã mundial Stephanie Gilmore na final do Boost Mobile Margaret River Pro apresentado pela Corona .

Foi uma autoconfiança ardente, o conhecimento de que ela realmente era uma das melhores surfistas do planeta, fez aumentar sua confiança e realmente acreditar em seu potencial.

Terminou a temporada classificada em segundo lugar no mundo e pronta para o dia do WSl Finals. Nesta temporada ela também venceu a duas vezes campeão mundial Tyler Wright em algumas das maiores ondas vistas na temporada de 2021 no Championship Tour. No primeiro campeonato de surf feminino em Pipeline, ela conquistou o terceiro lugar após uma semifinal com Carissa Moore, quando o desejo de vencer e a confiança realmente apareceram e sem dúvida ela foi e será um destaque nas ondas de Pipeline.
Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
Tatiana nas ondas de Pipeline.

Weston-Webb também conquistou um segundo lugar no Rip Curl Narrabeen Classic apresentado pela Corona , e um terceiro lugar muito respeitável no Jeep Surf Ranch Pro apresentado pela Adobe , seguido por um quinto lugar no México para garantir sua segunda colocação e classificação para o WSL Finals.

Esta é a melhor chance de Tatina Weston-Webb em chegar no título até agora. A única atleta com maior seed indo para o evento é Carissa Moore.

Weston-Webb derrotou Moore na semifinal em ondas bastante maduras e alinhadas em Narrabeen no início deste ano, com isso temos todas as chances de conseguir de novo, especialmente se essa confiança de marca registrada estiver a todo vapor.

O Rip Curl WSL Finals acontece de 9 a 17 de setembro de 2021 em San Clemente, Califórnia. Onde temos 4 brasileiros. Saiba Mais

Uma corrida histórica de um dia, o vencedor leva o título mundial de 2021.

E a LivreSurf torce pela nossa brasileira.

#estamosnatorcida

Últimas