Livre Surf Tubarão martelo ataca quilha da prancha de Foil de Michael Bourez

Tubarão martelo ataca quilha da prancha de Foil de Michael Bourez

Durante uma travessia de Foil no Tahiti o atleta da elite mundial de surf Michael Bourez foi perseguido por um tubarão martelo. Tubarão martelo ataca quilha da prancha de Foil de Michael Bourez O atleta da elite mundial de surf Michael Bourez sofreu um grande susto durante uma travessia de Foil (espécie de prancha em …

Livre Surf

Durante uma travessia de Foil no Tahiti o atleta da elite mundial de surf Michael Bourez foi perseguido por um tubarão martelo.

Tubarão martelo ataca quilha da prancha de Foil de Michael Bourez

O atleta da elite mundial de surf Michael Bourez sofreu um grande susto durante uma travessia de Foil (espécie de prancha em que o atleta fica acima do nível da água) entre as ilhas de Mahina e Moorea, ele foi perseguido por um tubarão-martelo.

Segundo o relato do atleta, o animal tinha cerca de 3 a 4 metros e o perseguiu, mordendo por duas vezes a quilha de seu Foil.

atleta da elite mundial de surf

Em seu instagram ele relatou todo o acontecido, disse Michel Bourez:

Que dia incrível! Emoções diferentes em apenas alguns minutos.
Eu estava fazendo uma travessia de Foil do Tahiti para Moorea, quando um tubarão martelo perseguiu minha quilha e a mordeu. Ele quebrou o final do meu equipamento, para que eu não pudesse continuar.

Depois sentei-me na minha @firewiresurfboards e acenei para os meus amigos no barco para me resgatarem.

Depois de 2-3 minutos, senti que havia algo errado, então olhei à minha volta e fiquei em alerta apenas no caso do tubarão voltar ao local novamente. Eu tinha razão !
O tubarão-martelo de 3-4 metros voltou novamente até mim, então coloquei minha prancha entre ele e eu para me proteger.

Ele mordeu minha quilha pela segunda vez, percebendo que definitivamente não era comestível nadou para longe de mim.

O barco me pegou alguns minutos depois e eu estava em segurança.
Quinze minutos depois, decidi voltar para água e terminar a travessia.

Eu estava com vontade de surfar em teahupoo com 10 a 12 pés! Sabemos o risco de nos machucar ou até morrer, mas o amor pelo esporte é muito forte. TODAS AS VEZES, que estou no oceano, vejo tubarões martelo cruzando, então conheço o risco desde o início.

O oceano é o mundo deles e eu respeito isso! Sem sentimentos ruins! Ele só me deve uma nova quilha de Foil.

Últimas