Gabriel Medina, Filipe Toledo e Yago Dora são o Brasil na Final

Freswater Pro 2019, acaba de terminar o Round 2 masculino na Piscina de Ondas, Gabriel Medina, Filipe Toledo e Yago Dora seguem para a final. Neste round os atletas foram convidados a surfar uma nova esquerda e nova direita, na tentativa de melhorar suas notas e alcançarem a zona de classificação para o R3 e …

Freswater Pro 2019, acaba de terminar o Round 2 masculino na Piscina de Ondas, Gabriel Medina, Filipe Toledo e Yago Dora seguem para a final.

Neste round os atletas foram convidados a surfar uma nova esquerda e nova direita, na tentativa de melhorar suas notas e alcançarem a zona de classificação para o R3 e a Final.

Se você quiser entender o como funciona o último dia do campeonato na Piscina, bem como os horários de hoje, clique aqui.

Filipe Toledo

Filipe Toledo

Livre Surf
Filipe Toledo Jesse Mendes

Jesse Mendes começou sua esquerda buscando a troca de um 6,87 e por isso apostou alto, surfando muito bem, mas errou na finalização. Acabou conseguindo empatar a nota, novamente um 6,87 sem mudar nada.

Em sua direita, começou esbagaçando a onda, mas caiu logo após a entubada, deixando o evento.

Yago Dora

Yago mostrou progressividade em suas esquerda, dando um belo aéreo, mostrando comprometimento das batidas, mas pecou no tubo, sendo esmagado na entrada. Ainda assim, a radicalidade da onda o premiou com um 8,27, elevando sua posição no ranking.

Em sua esquerda, compensou o erro no tubo anterior, mandando pra dentro nas duas sessões de tubo. Em sua finalização mandou um reverso, os juízes agradeceram atribuindo a ele a nota 7, que o levou para dentro da zona de classificação ao Round 3.

Willian Cardoso (Panda)

Power surf a vista na esquerda com o Panda na água, manobras que jogaram água na cozinha aqui de casa, e não foram poucas: foram 8 manobras duras na onda. Um tubo simples seguido de uma finalização onde caiu bem no finalzinho. Mas o estrago estava feito, 7,33 dos juízes.

Na direita, a onda foi muito boa, com outra sequência de rasgadas violentas, agressividade de um Panda realmente. No tubo, que é a parte crítica para este atleta, ele se achou e fez um 7,87.

Opinião LivreSurf: em nossa visão, a direita de Willian Cardoso valeu por volta de 8,50, faltou nota na avaliação dos juízes da WSL.

Italo Ferreira

O surfista de Baia Formosa vem para a piscina com uma coleção de manobras progressivas para trocar notas altas e chegar a zona de classificação.

Na sua esquerda, um erro no final da onda ao tentar um aéreo, custou a ele a maior margem de melhoria que ele buscava.

Tendo que trocar um 8,40 na direita, Italo Ferreira entubou “deeeeep”, o que o fez sua saída do tubo bem corrida, impedindo um finalização…mas trata-se de Italo e ele arrancou um varial da onda para não sair de mãos abanando. Os juízes entregam 8,57, mas não foi o bastante.

Os demais surfistas

Kelly Slater, o dono da piscina de ondas, não conseguiu a virada, por por alguns décimos de nota.

O norte americano esbagaçou em sua onda, mas em uma delas cometeu um erro no tubo, na outra, cometeu pequenos delitos em suas conexões entre as manobras.

Quem impressionou foi Adrian Buchan (ACE), que foi para a zona de classificação após trocar ambas as suas notas e com isso aumentou o nível da zona de classificação.

Filipe Toledo

Filipe Toledo

Livre Surf
Filipe Toledo Classificação Final para o Round 3 Gabriel Medina Filipe Toledo Owen Wright Jordy Smith Adrian Buchan Griffin Colapinto Julian Wilson Yago Dora

O round 3 masculino volta as 18h30 e terá sua final a partir das 21h.

#EstamosNaTorcida

Para discutir as etapas do Campeonato Mundial de Surf com a equipe da LivreSurf clique aqui e participe de nosso grupo no WhatsApp.