Brasileiros avançam no primeiro dia do Hawaiian Pro 2019 

O Hawaiian Pro, primeira etapa da tríplice coroa começou e no seu primeiro dia alguns dos nossos brasileiros avançaram para o round 2. O desafio da Tríplice Coroa é composto por três etapas que acontece a mais de meio século com surfistas de todo o mundo. Saiba Mais Para os havaianos, no passado, a Tríplice …

O Hawaiian Pro, primeira etapa da tríplice coroa começou e no seu primeiro dia alguns dos nossos brasileiros avançaram para o round 2.

O desafio da Tríplice Coroa é composto por três etapas que acontece a mais de meio século com surfistas de todo o mundo. Saiba Mais

Para os havaianos, no passado, a Tríplice Coroa tinha mais relevância que o próprio título mundial de surf.

Wiggoly Dantas

Wiggoly Dantas

Livre Surf
Wiggolly Dantas Brasileiros avançam no primeiro dia do Hawaiian Pro 2019

O Hawaiian Pro, Qs 10.000 começou ontem na praia de Haleiwa, Oahu, Hawai e vai até 24 de novembro de 2019, valendo pontos importantes para o ano de 2019 e alguns dos nossos brasileiros avançaram.

O evento foi até a bateria 14ª bateria do round um, faltando assim duas baterias para o termino do primeiro round.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
João Chianca

No round 1, até o momento entre os brasileiros tivemos a apresentação de Tomas Hermes, Thiago Camarão, Wesley Dantas, Wiggolly Dantas, Joao Chianca, Matheus Navarro e Flavio Nakagima.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
Wesley Dantas

Entre eles tiveram duas baixas, a primeira foi Matheus Navarro na bateria 10 e depois Flavio Nakagima na 14ª e última bateria do dia.

Agora na 15ª bateria, que dará início ao segundo dia de competição temos Marcos Fernandes como o nosso representante.

Bateria 3

O primeiro brasileiro a se apresentar foi Tomas Hermes na bateria 3, ele surfou muito bem, com duas médias boas, com um surf veloz e fluido conseguiu a segunda colocação na bateria, perdendo apenas para o havaiano Dusty Payne, assim avançando para o segundo round.

Bateria 6

Thiago Camarão foi o segundo brasileiro a se apresentar na disputa, mostrou um belíssimo trabalho ao avançar na primeira colocação com boas notas. Thiago conseguiu abusar das manobras radicais e assim avançou para a bateria 6 do round 2.

Bateria 7

Na sequência na bateria 7 foi a vez do atleta brasileiro de Ubatuba Wiggolly Dantas, que avançou com as duas melhores ondas do dia, colocando muita pressão na suas manobras e tendo as suas notas na casa do excelente, batendo todo os recordes primeiro dia.

Bateria 8

Depois foi a vez do carioca João Chianca avançar, ele utilizou das suas fortes rasgadas para avançar na primeira colocação e continuar seguindo firme na disputa.

Bateria 10

A primeira baixa brasileira foi Matheus Navarro que não conseguiu demonstrar todo o seu potencial, acabou fazendo escolhas ruins e isso custou-lhe a desclassificação do evento.

Bateria 12

Depois foi a vez de Weslley Dantas avançar, ele caiu no momento que havia entrado um vento um pouco mais forte, balançando as ondas e optou pelo jogo aéreo e deu certo, assim avançando a bateria na primeira colocação.

Bateria 14

Flavio Nakagima foi o último brasileiro a se apresentar, ele acabou eliminado da disputa, não conseguiu se adaptar ao mar e fez apenas médias baixas, terminando assim na terceira colocação sua bateria e desclassificado do evento.

Para acabar o round 01 ainda faltam duas baterias dando continuidade com a 15ª bateria onde ainda temos Marcos Fernandes como o nosso representante.

Baterias do round 2

Agora no round 2 temos 4 atletas brasileiros na disputa além dos que avançaram do round 1, são eles Luel Felipe, Alejo Muniz, Samuel Pupo e Ian Gouveia.

Round 3 No round 3 como cabeças de chave temos 8 brasileiros na disputa são eles: Caio Ibelli Deivid Silva Jesse Mendes Miguel Pupo Jadson André Michael Rodrigues Yago Dora Willian Cardoso Alex Ribeiro.

E a LivreSurf torce para que um dos nossos brasileiros seja o grande campeão.

#estamosnatorcida