Livre Surf Brasil tem grandes chances de medalhas no surf nas Olimpíadas

Brasil tem grandes chances de medalhas no surf nas Olimpíadas

Próximo ao jogos olímpicos o time Brasil demonstra ter quatro chances reais de pódio na estreia da modalidade em Tóquio. Brasil tem grandes chances de medalhas no surf nas Olimpíadas O surfe estará pela primeira vez no programa olímpico e o Brasil tem ótimas chances de medalha. No masculino com Gabriel Medina e Ítalo Ferreira …

Livre Surf

Próximo ao jogos olímpicos o time Brasil demonstra ter quatro chances reais de pódio na estreia da modalidade em Tóquio.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
italo Ferreira

Brasil tem grandes chances de medalhas no surf nas Olimpíadas

O surfe estará pela primeira vez no programa olímpico e o Brasil tem ótimas chances de medalha. No masculino com Gabriel Medina e Ítalo Ferreira que são os favoritos e podem até mesmo fazer uma dobradinha ouro-prata.

No feminino, com Tatiana Weston-Webb que vem em uma temporada muito boa e Silvana Lima que vem se desempenhando muito bem durante seus treinos.

Gabriel Medina

Gabriel Medina

Livre Surf
Gabriel Medina

Gabriel Medina chega nas Olimpíadas em um ótimo momento esportivo, embora esteja passando por um momento conturbado em sua vida pessoal.

Medina está em uma temporada quase perfeita, lidera com folga o ranking mundial e vai chegar em Tóquio mais leve, para se adaptar melhor ao tipo de onda de Chiba, local de competição das Olimpíadas.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
Ítalo Ferreira campeão mundial de surf 2019 vem em uma temporada bastante regular em 2021, é o segundo do ranking, porém fez equipamentos exclusivos para as ondas da etapa e treinou muito nas marolas.

Esse ano, após seis etapas do Circuito, Ítalo venceu uma das competições e alcançou duas vezes o terceiro lugar.

No feminino, o Brasil não é favorito ao ouro, mas tem grandes chances de vencer.

Tatiana Weston-Webb é a quarta colocada do ranking mundial nesta temporada, com uma regularidade incrível. Em seis etapas, venceu uma, foi vice em outra, e ainda alcançou dois terceiros lugares, se mantendo sempre entre as melhores do mundo.

Livre Surf

Livre Surf

Livre Surf
Silvana Lima não está na elite mundial de surf este ano por acabar não se classificando, porém já esteve e logo pretende voltar.

Ela também tem grandes chances de pódio, principalmente por estar treinando em ondas parecidas com as que serão encontradas em Chiba.

Em 2019, por exemplo, no ISA Games, um evento que contou com a participação da maioria das melhores surfistas, realizado no Japão, ela foi medalha de prata.

E a LivreSurf torce pelos nossos brasileiros.

#estamosnatorcidas

Últimas