Lance Volante superou abandono na Grécia e agora quer ajudar o Botafogo-SP

Volante superou abandono na Grécia e agora quer ajudar o Botafogo-SP

Meio-campista Jonata Machado, de 21 anos, foi esquecido por clube da Grécia em hotel e sem dinheiro. Hoje está no Pantera, onde disputa o Paulistão e disputará na Série B

Lance
Lance

Lance

Lance

Aos 21 anos, o meio-campista Jonata Machado foi revelado pelo Botafogo-SP, mas diferentemente do que é comum, não começou desde cedo nas categorias de base do Pantera. Seu início no futebol foi adiado por causa de uma das dificuldades do meio: o jovem teve de superar até o abandono na Europa.

Nascido em Santa Cruz das Palmeiras, interior do estado de São Paulo, foi incentivado repetidamente pelos pais, um caminhoneiro e uma doméstica, a apostar na carreira como jogador de futebol. Aos 15 anos, teve a primeira grande oportunidade ao fazer um teste na Europa. A bola da vez era o Panionos, clube mais antigo do país.

Ao lado de dois amigos, em 2015, viajou para Atenas com tudo pago. Mas o sonho acabou rapidamente. Logo depois de um dos brasileiros se machucar durante o teste, o trio de foi deixado em um quarto pequeno de hotel e abandonado pelo clube. Sem contato com ninguém, sem dinheiro e sem conhecer o idioma.

Quando retornar para o Brasil, sem ajuda de intermediários, apenas dos pais, que venderam pertences para custear a passagem, Jonata decidiu nunca mais tentar a carreira como atleta. Foi aí que optou por seguir adiante em outros empregos, como o de ajudante em supermercado.

As chuteiras só foram calçadas novamente depois que a mãe, no dia do aniversário de Jonata, o acordou apressada e disse que teve um sonho.

- Ela implorou pra eu voltar a jogar futebol, por causa do sonho dela. Eu não queria mais. Mas surgiu um teste no Botafogo-SP. Dois dias depois eu passei e não parei mais - disse o meio-campista.

- Se eu estou em um clube como o Botafogo hoje, devo tudo aos meus pais. Tive uma lesão em 2019 e na época, o professor Hemerson Maria, conversou comigo e disse que eu poderia chegar na Série A se desenvolvesse meu futebol - destacou.

Na atual temporada, o volante participou de quatro partidas do Botafogo-SP no Campeonato Paulista, depois de ter iniciado a Série B do ano passado como titular. Seu vínculo com a equipe de Ribeirão Preto vai até o final de 2021.

Superadas as principais dificuldades, o volante agora quer ajudar o clube a passar por situação incômoda. Já desclassificado e brigando contra a degola no Campeonato Paulista, no qual soma oito pontos, o Pantera mira agora uma boa campanha na Série B do Brasileirão, no qual estreia contra o Cruzeiro.

- Teremos grandes desafios pela frente. Temos que tirar do Estadual todo aprendizado para, no Brasileiro, conseguirmos melhores resultados. Temos um elenco forte e capacitado para fazer melhor - concluiu

Últimas