Lance Treinador do RB Bragantino destaca bom desempenho na etapa inicial contra o Palmeiras: “Fizemos um grande primeiro tempo”

Treinador do RB Bragantino destaca bom desempenho na etapa inicial contra o Palmeiras: “Fizemos um grande primeiro tempo”

Massa Bruta foi para o intervalo vencendo bem o time do Palmeiras, conseguiu segurar a reação do time alviverde e foi cirúrgico para definir a partida

Lance
Lance

Lance

Lance

O Red Bull Bragantino venceu o Palmeiras na noite de sábado pelo placar de 4 a 2 jogando no estádio Allianz Parque. Mas o que mais ficou marcado mesmo foi o desempenho do Massa Bruta na primeira etapa, quando chegou a estar vencendo por 3 a 0.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Maurício Barbieri, treinador da equipe de Bragança Paulista, destacou isso em sua entrevista coletiva, mas fez questão de mencionar o fato de sua equipe ter dado chance ao time de Abel Ferreira para reagir na partida.

“Fizemos um grande primeiro tempo. A partir do momento que fizemos o terceiro gol, abaixamos um pouco a guarda. É natural, mas não pode acontecer. Ainda mais contra uma equipe como o Palmeiras, que é capaz de ser muito eficiente nas oportunidades que tem. Então, a gente conversou isso no intervalo e tentou voltar com uma outra postura no segundo tempo. Acabamos levando um segundo gol e mérito da equipe que teve equilíbrio, soube buscar o quarto gol que definiu a partida. Fizemos um grande jogo, contra um grande adversário. Estou muito satisfeito com o rendimento da equipe”, afirmou Barbieri.

O treinador também falou sobre a quebra do jejum de seis jogos sem vitória de seu time: “Acho que essa questão dos seis jogos, eu entendo, é um fato, mas eu acho que entra na questão da narrativa. O problema é falar seis jogos sem ganhar e tirar conclusões daí. A narrativa tem que ser um pouco mais profunda. Contra quem foram os seis jogos? Quais foram as equipes que atuaram nesses seis jogos? Quer dizer, nesses seis jogos a gente enfrentou Atlético-MG, Corinthians, Flamengo e não tinha perdido para nenhuma dessas equipes. Então, quando a gente vai contar essas histórias, entendo que o fato é verídico, é preciso ir mais profundo. Contar como ela é toda. É claro que os pontos, independente de quem havia sido, vinham fazendo falta. A gente voltando a vencer mais uma grande equipe, acho que damos mais um passo para mostrar o potencial que tem, se consolidar. Acho que a história, a narrativa que podem contar agora é que enfrentamos os dois finalistas da Libertadores e, de 12 pontos, fizemos dez. É uma história bonita para contar”, finalizou o treinador.

Últimas