Tóquio 2020

Lance Tóquio 2020: Veja os horários dos jogos do Brasil no rúgbi feminino

Tóquio 2020: Veja os horários dos jogos do Brasil no rúgbi feminino

Estreia será contra o Canadá, no dia 28, às 21h30. Depois enfrenta a França, no dia 29, às 5h, e Fiji, ainda no dia 29, às 21h (horário de Brasília)

Lance
  • Lance | por Lance

Seleção brasileira feminina de rúgbi

Seleção brasileira feminina de rúgbi

Lance

As Yaras, seleção brasileira feminina de rúgbi de sete, conheceram nesta quarta-feira (7) os horários das partidas da primeira fase nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A estreia será contra o Canadá, no dia 28, às 21h30 (de Brasília). A equipe encara na sequência a França, no dia 29, às 5h, e Fiji, ainda no dia 29, às 21h.

As disputas das semifinais, medalha de bronze e de ouro do torneio feminino acontecerão entre o fim da noite do dia 30 e manhã do dia 31 de julho no Brasil, como parte do chamado "Super Sábado" - tradicionalmente um destaque dos Jogos Olímpicos.

O grupo encerra nesta quarta-feira (7) a preparação no Brasil com atividades no CT de São José dos Campos (SP) e embarca nesta quinta-feira (8) para a cidade de Nagato, no Japão. Lá, a equipe passará mais duas semanas em treinamento e na sequência seguirá para Tóquio, onde acontecem as disputas do rúgbi de sete.

O Brasil está no grupo B, ao lado de Canadá (atual medalhista de bronze), França e Fiji. O grupo A conta com Nova Zelândia (atual medalhista de prata), Rússia, Grã-Bretanha e Quênia. Já na chave C estão Austrália (atual campeã olímpica), Estados Unidos, China e Japão.

As atletas convocadas pelo técnico Will Broderick são: Mariana Nicolau, Luiza Gonzalez da Costa, Rafaela Zanellato, Leila Cassia dos Santos, Thalia da Silva Costa, Isadora Cerullo, Aline Ribeiro Furtado, Mariana Fiovaranti, Haline Leme Scatrut, Raquel Kochhann (capitã), Bianca dos Santos Silva e Thalita da Silva Costa. As duas atletas reservas selecionadas são Eshyllen Coimbra e Gabriela Lima.

Entre as convocadas, quatro atletas são remanescentes da equipe que disputou os Jogos da Rio-2016: Haline Scatrut, Isadora Cerullo, Luiza Gonzalez e Raquel Kochhann. Elas auxiliaram as Yaras a terminarem na nona posição na primeira participação olímpica.

O rugby retornou aos Jogos Olímpicos na Rio-2016 após 92 anos. O esporte já foi praticado em quatro edições, contudo, na modalidade XV, em que 15 atletas de cada lado defendem a sua nação. Desde 2016, o rúgbi de sete é a modalidade olímpica.

Últimas