Ronaldinho, Assis e demais detentos são submetidos a exames de prevenção ao coronavírus

Brasileiros, que foram presos acusados de entrar no Paraguai com documentação falsificada, estão em penitenciária de segurança máxima há seis dias

Lance

Lance

Lance

O presídio de segurança máxima onde estão Ronaldinho Gaúcho e Assis, em Assunção, no Paraguai, passou por exames de prevenção ao coronavírus nesta quarta-feira. Os médicos mediram a temperatura dos detentos, seguindo o protocolo do país para detectar possíveis pacientes portadores do vírus.

O presídio continua recebendo visitantes para os detentos, porém os médicos mantém o controle na entrada das pessoas nas dependências. Ronaldinho e Assis recebem inúmeras visitas da equipe de advogados que os representam no caso, e inclusive só se alimentam com a comida fornecida pelos profissionais.

O Paraguai adotou fortes medidas preventivas por conta da pandemia. Eventos e shows públicos e privados, e até mesmo atividades em locais fechados foram suspensas. Até as atividades escolares no país foram suspensas por duas semanas.