Lance Ramon confirma salários pagos e diz que precisa mais da vitória que o Internacional

Ramon confirma salários pagos e diz que precisa mais da vitória que o Internacional

Capitão do Vasco agradece mais uma vez comprometimento de Alexandre Campello, evita comentar polêmica das eleições e diz que tranquilidade na reta final aumenta

Capitão do Vasco agradece mais uma vez comprometimento de Alexandre Campello, evita comentar polêmica das eleições e diz que tranquilidade na reta final aumenta

Lance

Lance

Lance

Em meio a atuações ruins e uma crise nos bastidores da política, o Vasco teve pelo menos uma boa notícia nesta terça-feira. Depois de assinar um empréstimo de 38 milhões, a diretoria quitou as dívidas de salários e direitos de imagens pendentes dos últimos meses. É o que revela o capitão Ramon.

- Essa decisões políticas não cabem a nós. Hoje foi pago a imagem dos meses de setembro e agosto, além do salario de agosto. Está quase tudo em dia. O presidente tem cumprido e feito seu papel fora de campo. Se tiverem novas eleições ou não, não faz diferença em campo. Apenas causa uma preocupação de indefinição até ano que vem, mas não tem nada a ver uma coisa com a outra. Temos que fazer nosso papel - afirma o lateral, que deixa claro.

- Todo mundo entende a dificuldade que o clube vive, mas o salário é obrigação, não premio. Temos nossas obrigações e fazemos. Claro, agora tranquiliza ainda mais para jogarmos bola.

Mais 'leve', o Vasco terá um confronto difícil pela frente. Nesta sexta-feira, por conta das eleições, a equipe de Alberto Valentim enfrenta o Internacional em São Januário. Para Ramon, a força do estádio e a necessidade maior de vencer são as motivações para buscar os três pontos.

- A gente em casa tem um aproveitamento muito grande de 70%. Contamos com a força que São Januário tem. Jogo que a gente em casa vai ser muito importante. Eles precisam vencer depois do empate em casa contra o Santos. A gente precisa vencer até mais para se afastar daquela parte de baixo.