Lance Prefeitura de São Paulo flexibiliza uso de máscaras para corredores da São Silvestre

Prefeitura de São Paulo flexibiliza uso de máscaras para corredores da São Silvestre

No entanto, outras medidas continuam de pé como a obrigatoriedade de vacinação para participar da competição

Lance
Lance

Lance

Lance

A prefeitura de São Paulo flexibilizou o uso de máscaras para os corredores que vão participar da São Silvestre, tradicional corrida de rua que não aconteceu em 2020 por causa da pandemia da Covid-19. Com a competição confirmada para esse ano, mas com restrições ainda vigentes, a gestão municipal decidiu dar o direito do competidor decidir se vai usar ou não a máscara.

- A Prefeitura de São Paulo informa que foi estabelecido protocolo para todas as etapas da corrida de São Silvestre, desde a retirada dos kits até a dispersão. As regras, definidas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) em conjunto com a organização da prova, exigem o uso de máscara nos locais de concentração, na largada e chegada - destacou a prefeitura, em nota.

Outras medidas restritivas, porém, estão de pé, como o comprovante de vacinação para os participantes da prova, que também não terá presença de público na região da Avenida Paulista, onde acontece a largada e a chegada, com o objetivo de evitar aglomeração de pessoas.

Além disso, os inscritos deverão usar um selo de vacinação no número que estampa a camisa e terão a temperatura aferida. Outra orientação dada é que os atletas precisaram - pelo menos tentar - manter distanciamento social.

Últimas