Pré-olímpico de boxe é cancelado após surto de coronavírus na China

Evento que reuniria países da Ásia e Oceania aconteceria entre 3 e 14 de fevereiro na cidade epicentro do surto do vírus

Lance

Lance

Lance

O Comitê Olímpico Internacional anunciou na quarta-feira o cancelamento do pré-olímpico de boxe com países da Asia e Oceania, que aconteceria em Wuhan, na China. A cidade que seria sede dos jogos é epicentro do surto de coronavírus, doença que ataca o sistema respiratória e já registrou 17 mortes oficiais.

Sem definição de uma nova data e local para a realização do torneio que definirá os participantes dos continentes da Oceania e da Ásia, o primeiro torneio pré-olímpico confirmado será o da África, na cidade de Dacar, no Senegal, entre os dias 20 e 29 de fevereiro.

Esse não é o primeiro problema envolvendo o boxe na preparação para os Jogos de Tóquio. Em novembro de 2019, o COI retirou da Aiba (Associação Internacional de Boxe) a função de organizar as competições nos Jogos. A força-tarefa criada pelo COI divulgou um documento com as regras técnicas da competição. O ponto principal será ressaltar que a transparência será palavra de ordem.

A força tarefa anunciou também que todos os jurados e árbitros que atuarão em Tóquio serão escolhidos por sorteio, dentro de uma lista de profissionais habilitados. O COI também proibiu que todos os oficiais que participaram da última Olimpíada atuem nos Jogos de 2020 ou mesmo nos eventos qualificatórios.