Lance Paquetá desabafa: 'Futebol está ficando chato. Ninguém pode mais zoar ninguém'

Paquetá desabafa: 'Futebol está ficando chato. Ninguém pode mais zoar ninguém'

Meia ex-Flamengo discorda de críticos após celebrar título do clube carioca na Supercopa. Agora jogando na França, Lucas Paquetá vê 'ódio desnecessário' em gozações

Lance
  • Lance | por Lance


Destaque do Lyon, da França, o meia brasileiro Lucas Paquetá celebrou a conquista de seu ex-time Flamengo, que ganhou a Supercopa, neste domingo. Ao celebrar o triunfo rubro-negro e ironizar a derrota do Palmeiras, o jovem teria sofrido críticas nas redes sociais. Nesta segunda-feira, Paquetá detonou: "O futebol está muito chato".

+ Flamengo e Vasco nesta semana... Veja os destaques do Cariocão 2021

Lucas Paquetá - Lyon

Lucas Paquetá - Lyon

Lance

Lucas Paquetá é destaque na França (Foto: Divulgação/Lyon)

O Flamengo venceu, nos pênaltis, a Supercopa do Brasil - duelo único entre o campeão do Brasileirão e da Copa do Brasil de 2020. Em sua conta no Twitter, pouco depois do jogo, Paquetá cutucou que o Alviverde não teria "nem Mundial, nem Copinha, nem Supercopa". A brincadeira já virou alvo de gozação por parte dos cariocas em outros embates entre os clubes.

- Cara, o futebol está muito chato. Ninguém pode mais zoar ninguém, todo muito fica com um ódio desnecessário. Em 2018, dançaram na frente da loja do Flamengo. Agora é a nossa vez! Sou Flamengo desde pequeno, fiz música com 12 anos, sou torcedor, acompanho e vibro - desabafou ele.

Após serem campeões do Brasileirão, em 2018, jogadores do Palmeiras dançaram em frente à uma loja do clube em um aeroporto. A decisão acabou deixando o Flamengo no "cheirinho". Agora atuando fora do Brasil, Paquetá tem chamado a atenção dos franceses por suas jogadas habilidosas. O novo craque do Lyon joga ao lado de Memphis Depay e Bruno Guimarães.

Em campo, Palmeiras e Flamengo empataram em 2 a 2, com gols de Gabigol e Arrascaeta pelos cariocas e Raphael Veiga (2). Após o tempo normal, uma cobrança de penalidades com 18 tentativas definiu, por 6 a 5, o título do Rubro-Negro. Weverton e Diego Alves foram os destaques abaixo das balizas.

Últimas