Lance Nadal sobre Djokovic: 'Tomou suas decisões. Há consequências'

Nadal sobre Djokovic: 'Tomou suas decisões. Há consequências'

Espanhol opina sobre caso do número 1 do mundo que está preso em hotel de refugiados

Lance
Lance

Lance

Lance

Após estrear na temporada 2022 com boas vitória no ATP 250 de Melbourne, na Austrália, o espanhol Rafael Nadal concedeu sua primeira coletiva do ano e como não poderia deixar de ser, foi indagado pelo caso do sérvio Novak Djokovic.

Djokovic teve seu visto de entrada na Austrália cancelado nesta quarta-feira, por não ter apresentado às autoridades migratórias do país documentos suficientes que justificassem uma isenção médica para entrar no país sem se vacinar, de acordo com as autoridades.

Rafa, foi convidado a refletir a situação das rígidas regras de entrada no país e toda a polêmica envolvendo não-vacinados.

"Eu não sei. É claro que o que está acontecendo não é com para ninguém, mas eu não posso ter uma opinião clara sobre tudo isso, porque eu não tenho todos os detalhes. Me parece uma situação complicada, mas no fim das contas a única coisa que eu posso dizer é que tem sido muito desafiador e muitas famílias têm sofrido muito durante toda essa pandemia", iniciou o espanhol.
"O que quero dizer é: é normal que as pessoas aqui na Austrália se sintam frustradas neste caso, porque eles têm tido muitos severos lockdowns e muitas pessoas não estiveram possibilitadas de voltar pra casa. DO meu ponto de vista, esta é a única coisa que posso dizer é que eu acredito no o que pessoas da área da saúde dizem e se essas pessoas dizem que nós precisamos nos vacinar, nós temos de nos vacinar. Essa é a minha visão, eu tive COVID, eu estava vacinado com as duas doses. Se você faz isso, você não vai ter nenhum problema para jogar aqui", seguiu.

"Isso é o que está claro. Quanto às outras coisas, eu não quero ter ou dar uma opinião, porque não tenho toda a informação. A única coisa clara é se você está vacinado, você pode jogar o Australian Open ou em qualquer lugar, e , na minha opinião, o mundo tem sofrido o bastante para não se seguir as regras", finalizou.

Questionado diretamente se lamentava a situação de Djokovic e se gostaria de vê-lo jogando o Australian Open, o espanhol foi direto: "Eu não tenho uma opinião sobre isso. Eu acho que se ele quisesse, ele estaria jogando aqui na Austrália sem nenhum problemas. Ele foi por outro caminho - ele tomou as suas próprias decisões, e todo mundo é livre para tomar suas próprias decisões, mas há algumas consequências".
"É claro que eu não gosto de como a situação está acontecendo e eu lamento por ele. Mas ao mesmo tempo, ele sabia das condições desde muitos meses atrás, então, ele tomou sua própria decisão", finalizou.

Últimas