Lance 'Maradona estava se preparando e procurando pela morte', diz médico na TV

'Maradona estava se preparando e procurando pela morte', diz médico na TV

Profissional da saúde acredita que Diego se entregou; veículos noticiaram neste ano que ele estava com depressão

Lance
Lance

Lance

Lance

O médico e secretário de Segurança de Buenos Aires Sérgio Berni foi convidado no último sábado por um programa de debates e falou sobre Maradona. Ele revelou ter integrado a equipe que avaliou a saúde do ídolo em 2001, quando Diego tinha 41 anos, e disse que diagnosticaram os primeiros sintomas precoces de cardiomiopatia dilatada.

Berni afirmou que a morte do ídolo argentino já era prevista, deixando o público e quem o entrevistava surpresos.

>> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

- Não foi um choque quando eu soube. Sou daqueles que acreditam que o Diego estava preparando isso, ele estava procurando por isso. Nós que temos uma relação com o paciente, vemos isso, vemos a relação entre vida e morte, quando o paciente se entrega. Diego se entregou - disse Berni durante o programa "Podemos Hablar", do canal Telefe.

O médico ressaltou o peso da fama e das cobranças familiares no quadro clínico do "El Pibe".

- Os últimos anos de Maradona foram um tormento, realmente foram um tormento. Ser Maradona fez mais mal a ele do que qualquer uma das doenças e vícios. Ele estava em um ambiente prejudicial. Encontrou paz nesse caminho - completou.

Diversos veículos da imprensa argentina noticiaram neste ano que Maradona tratava uma grande depressão e foi até medicado com ansiolíticos. Um dos motivos seria a rejeição, pois o atleta, que seduziu tantas mulheres ao longo da vida, não conseguiu convencer a última namorada, Rocío Oliva, a se reconciliarem. Ela sequer atendeu ao pedido para visitá-lo em seu aniversário de 60 anos, 25 dias antes da parada cardíaca de Maradona.

Últimas