Mãe de vítima do Ninho do Urubu desabafa: 'Só recebi humilhação'

Rosana, mãe de Rykelmo, um dos jovens mortos em incêndio em fevereiro do ano passado, falou sobre a tragédia e como o Flamengo trata a situação

Rykelmo foi uma das dez vítimas do incêndio no Ninho do Urubu

Rykelmo foi uma das dez vítimas do incêndio no Ninho do Urubu

Lance

Em fevereiro de 2019, um incêndio no Ninho do Urubu, na zona oeste do Rio de Janeiro, fez dez vítimas e interrompeu os sonhos de jovens atletas de se tornar jogador profissional de futebol. Uma das vítimas foi Rykelmo, de 16 anos, que atuava como volante. Em entrevista ao BandSports, a mãe dele, Rosana de Souza, relatou a dor quase um ano após a tragédia.

- Minha vida é um vazio. Às vezes penso que não estou aqui de tanta dor e falta que meu filho me faz. Sinto falta do meu filho. Dei meu filho para tomarem conta, acreditei que eles seriam responsáveis. Mas meu filho se foi. Foram muito irresponsáveis. A dor é maior porque eu confiei meu filho ao clube. O Flamengo teve aplausos, troféus, prêmios... E o que nós tivemos esse ano? Choro, dor e um caixão - declarou Rosana.

Quase um ano após a tragédia, a mãe de Rykelmo ainda não entrou em acordo com o Flamengo. Durante a entrevista à BandSports, Rosada revelou que só recebeu dois meses de pensão do clube, no valor de R$ 5 mil, e que depois não recebeu mais. Ela ainda revelou que recusou ajuda psicológica e que não tem mágoa do clube, mas pediu mais humanidade da diretoria rubro-negra.

- (O Flamengo não ajuda em) nada. Não tenho ajuda psicóloga porque não aceitei. Tem a pensão que eles dizem ser R$ 5 mil, eu não tive. Recebi dois meses, mas não recebi mais. O Flamengo não entra em acordo, não vai até a família. Quer que caia no esquecimento. Para eles, quem tem valor, são esses que estão aí. Não tenho nada contra os jogadores ou a nação. A diretoria tinha que ter o mínimo de consciência e humanidade, e resolver esse problema. Fiz de tudo para entrar em acordo com o Flamengo, mas só recebi humilhação - finalizou a mãe de Rykelmo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Veja quem são as vítimas da tragédia no CT do Flamengo