Lance Líder do Vasco, Nene repete início de ano mais artilheiro desde que voltou ao Brasil, em 2015

Líder do Vasco, Nene repete início de ano mais artilheiro desde que voltou ao Brasil, em 2015

Meia do Cruz-Maltino, todavia, soma também três assistências enquanto, em 2020, não deu passe para gols nos mesmos seis primeiros jogos da temporada. Confira retrospecto inicial

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Líder dentro e fora de campo, Nene é uma referência no Vasco. Aos 40 anos, o meia vive mais um ótimo momento na carreira e se isolou como segundo maior artilheiro do clube no Século XXI com 53 gols. Em grande fase, ele não só mudou o jogo contra o Bangu como igualou o seu início de ano mais artilheiro desde que retornou ao Brasil em 2015.

Das sete partidas do Cruz-Maltino na temporada, o camisa 10 esteve em seis e já balançou a rede em cinco oportunidades. Número que o coloca na liderança isolada da artilharia do Carioca. A sintonia com Raniel também tem chamado atenção e o meia já deu três assistências no campeonato - duas delas para o atacante.



Antes disso, o melhor início do jogador havia sido em 2020 com a camisa do rival Fluminense. Na época, ele também marcou cinco gols nas seis primeiras partidas da temporada. A diferença fica por conta do número de assistências, já que ele passou em branco. Todos os tentos foram pelo Estadual e dois deles na goleada por 3 a 0 sobre o Botafogo.

No ano seguinte, também pelo Tricolor, Nene iniciou o Carioca em uma fase de "garçom" e deu quatro assistências, com apenas um gol marcado diante do Macaé. Meses depois, ele perdeu espaço na equipe das Laranjeiras e retornou ao Cruz-Maltino na reta final da Série B.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca

Em 2015, Nene defendia as cores do West Ham, quando decidiu retornar ao Brasil e assinou com o Vasco. Em seu primeiro ano, o atleta só foi comemorar um gol em seu sétimo jogo, contra o Atlético-MG. Na sequência do ano, ele ainda colocou oito bolas no fundo da meta adversária.

Ao iniciar a temporada seguinte, foram quatro gols em seis jogos também pelo Estadual. Já em 2017, balançou a rede três vezes nos primeiros jogos, sendo duas delas contra o Santos, do Amapá, pela Copa do Brasil.

+ ATUAÇÕES: Nene comanda vitória do Vasco sobre o Bangu; Thiago Rodrigues também se destaca

Com a camisa do São Paulo, o meio-campista não teve inícios tão artilheiros como nos clubes cariocas. Em 2018, após trocar o Vasco pelo Tricolor Paulista, ele estufou a rede adversária apenas duas vezes (contra CSA e RB Bragantino) e uma vez ainda com a Cruz de Malta no peito. Em 2019, foram apenas três assistências nas seis primeiras partidas.

Veja os números de Nene nas seis primeiras partidas desde 2015

2022 (Vasco)
Cinco gols e três assistências em seis jogos

2021 (Fluminense)
Um gol e quatro assistências em seis jogos

2020 (Fluminense)

Cinco gols e nenhuma assistência em seis jogos

2019 (São Paulo)
Nenhum gol e três assistências em seis jogos

2018 (Vasco - São Paulo)

(expulsão no primeiro jogo) e três gols em seis jogos

2017 (Vasco)
Três gols em seis jogos

2016 (Vasco)
Quatro gols e nenhuma assistência em seis jogos

2015 (Vasco)
Nenhum gol e nenhuma assistência em seis jogos

Últimas