Lance Levir elogia Cazares, mas quer mais força defensiva do meia do Galo

Levir elogia Cazares, mas quer mais força defensiva do meia do Galo

A evolução técnica do jogador agora terá nova cobrança por parte do treinador que pedirá mais empenho na proteção à meta do goleiro Victor

A evolução técnica do jogador agora terá nova cobrança por parte do treinador que pedirá mais empenho na proteção à meta do goleiro Victor

Lance

Lance

Lance

A temporada 2019 do Atlético-MG está sendo de uma constância em campo ainda não vista nas atuações do meia equatoriano Cazares. O jogador vem sendo o principal articulador de jogadas da equipe atleticana e no duelo contra o Defensor-URU, além de contribuir com passes e boa movimentação, fez o gol que sacramentou a vitória do Galo por 2 a 0, encaminhando a vaga para a fase de grupos da Libertadores.

O bom desempenho em campo do jogador tem recebido elogios dos companheiros e do técnico Levir Culpi, que desde que chegou ao Galo, sempre exaltou as qualidade técnicas de Cazares. As críticas aos jogador sempre foram pelos altos e baixos em campo. Mas, nesta temporada, Cazares está regular em vários jogos seguidos.

Com a evolução natural do jogo de Cazares, Levir quer mais do jogador em campo. Além do poder ofensivo,o treinador atleticano deseja que o meia seja mais presente também na parte defensiva da equipe.

- Esse cara é o bom de bola. Ele tem uma qualidade técnica elogiável. Agora, como ele é muito competente, tem muita qualidade técnica, ele pode fazer coisas melhores, principalmente no campo defensivo.

Na percepção de Levir Culpi, a qualidade técnica que Cazares é uma arma para que ele seja uma peça importante na proteção defensiva do time.

- Ele pode participar da parte defensiva justamente pela inteligência que tem. Ele consegue ver o jogo. O jogador inteligente pode se colocar em um sistema defensivo e ajudar o time. É um jogador com qualidade técnica que poucos têm. Vamos explorar, e ele vai evoluindo conosco.

O pedido de Levir para que Cazares seja parte do sistema defensivo é para desafogar Adilson, volante que exerce a função de proteção à zaga praticamente sozinho, já que Elias tende a ser um jogador mais avançado no meio de campo.

- Vocês vão entender a conta. É um volante e meio, não são dois, porque o Adilson é o volante. O Elias é um volante/meia. Ele é mais para frente do que para trás. E o terceiro é o Cazares. Você ainda joga com dois pontas. A gente tem de montar um sistema defensivo com inteligência, com a participação de todos. Por isso que estou pedindo para os jogadores mais técnicos se colocarem no sistema defensivo. Temos que melhorar nosso sistema defensivo- completou Levir.