Lance Gol perdido, China... Palmeiras quebra a cabeça com Borja

Gol perdido, China... Palmeiras quebra a cabeça com Borja

Atacante tem sondagens para jogar na China, perdeu uma chance clara nessa segunda e, ao mesmo tempo, traz indefinição para definir inscritos no Paulista

O centroavante tem sondagens para jogar no futebol asiático, perdeu mais uma chance clara nessa segunda e, ao mesmo tempo, traz indefinição para definir inscritos no Estadual

Colombiano segue com futuro indefinido no Palmeiras

Colombiano segue com futuro indefinido no Palmeiras

Lance

Na última segunda-feira, o português Carlos Queiroz, recém-contratado técnico da seleção colombiana, esteve no Pacaembu para ver Borja na vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o Bragantino e, também, conversar com Luiz Felipe Scolari. E saiu sorridente. Certamente, acabou constatando como o camisa 9, único a fazer dois gols no time neste ano,  faz a diretoria quebrar a cabeça.

Os chineses teriam interesse no atacante. No momento, os dirigentes garantem que não há nenhuma negociação em curso. Mas a saída não é descartada, o que complica, inclusive, a definição da lista de inscritos no Campeonato Paulista. Aliado a isso, a inconstância dele em campo pouco ajuda.

Borja sofreu o pênalti que Gustavo Scarpa converteu para fazer 2 a 0. Ainda assim, o colombiano tirou os torcedores do sério. Principalmente no começo do segundo tempo, quando estava na pequena área para aproveitar um rebote de chute de Dudu e, com o goleiro já batido no lance, conseguiu isolar.

Mas não foi possível ouvir o que o jogador pensa disso, já que deixou o Pacaembu sem dar entrevistas. Há dois anos, o Verdão desembolsou 10,5 milhões de dólares (cerca de R$ 33 milhões na época) pelo colombiano, que tem contrato até o final de 2021. Mas Borja, com 91 jogos e 33 gols pelo clube, sempre esteve longe de convencer. No momento, ainda existe a apreensão de uma oferta oficial que pode levá-lo à China.

Em meio à expectativa, fica complicado definir a lista do clube no Campeonato Paulista. Deyverson, outro centroavante, pegou uma suspensão de seis jogos por ter cuspido em Richard, do Corinthians, e só poderá voltar a atuar na última rodada da primeira fase, no fim de março. Arthur Cabral, recém-contratado do Ceará, se recupera de pubalgia. E Ricardo Goulart, principal candidato a ocupar a última vaga que resta, está perto de ser liberado após cirurgia no joelho direito, em outubro, e já disse ser meia-atacante.

- Estou pensando. Não posso falar nada ainda porque muita coisa pode acontecer de hoje para amanhã. Hoje, temos vida. Amanhã, não sabemos se temos a mesma vida. Vou esperando, vendo a evolução dos jogadores. O Goulart vem trabalhando bem, está melhor, tem uma chance boa. O Arthur agora está se recuperando, quem sabe daqui uns oito dias começa a treinar normalmente com a equipe. Vamos esperar - disse Felipão, ao comentar da vaga que resta para a primeira fase do Estadual, e, também, defendendo Borja.

- No dia a dia, o Borja se mostrou um bom jogador. Em determinados momentos, pode errar um gol, mas um centroavante que não erra gol não existe. E o segundo gol foi praticamente uma jogada dele. Em uma ou outra bola, não concluiu corretamente, mas, durante o jogo se portou muito bem. A atitude do Borja foi muito melhor do que em qualquer outro jogo.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Relembre craques brasileiros que fracassaram no futebol europeu

    Access log