Futebol Yuri Alberto tem melhor sequência desde a sua promoção no Santos

Yuri Alberto tem melhor sequência desde a sua promoção no Santos

Titular em três jogos na temporada, atacante já totaliza esse ano três vezes mais o tempo que esteve em campo em 2019

Lance
Lance

Lance

Lance

Desde que ascendeu aos profissionais do Santos, em novembro de 2017, o atacante Yuri Alberto não havia registrado uma sequência substancial de tempo em campo. No entanto, essa realidade mudou em apenas cinco jogos em 2020, sob o comando do técnico Jesualdo Ferreira, e o jogador já possui 339 minutos em cinco partidas disputadas.

Nos primeiros 44 dias deste ano, o jogador ficou entregue a Seleção Brasileira, que disputou o torneio pré-olímpico, na Colômbia. A sua apresentação no CT Rei Pelé para a temporada só aconteceu no 13 de fevereiro, com cinco rodadas do Campeonato Paulista já disputadas. Ele foi relacionado pela primeira vez na derrota do Peixe por 2 a 0 diante do Ituano, em Itu, pela sétima rodada do Estadual, mas não saiu do banco de reservas. No compromisso seguinte, empate sem gols no clássico contra o Palmeiras, pela oitava partida do Paulistão, foi titular atuando em posição diferente da sua de origem, movimentando-se no setor ofensivo entre as pontas e por trás do centroavante, como um segundo atacante. Foi bem e abriu espaço para a sua sequência de jogos.

Até o então, a sua maior série de minutos em campo em partidas seguidas aconteceu entre maio e julho de 2018 (com a pausa para a Copa do Mundo neste meio tempo), onde fez seis jogos seguidos (um como titular e cinco entrando no decorrer da partida) e totalizou 183 minutos. Dessa vez, o Menino da Vila foi titular três vezes e entrou no durante o jogo em duas oportunidades, registrando os 339 minutos citados acima. Além disso, marcou um gol, na nona rodada do Paulista, contra o Mirassol, o seu terceiro na carreira.

Essa boa sequência chega em bom momento para Yuri Alberto. Com contrato até 31 de julho, ele já pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube. A série de jogos pode pesar favoravelmente para a sua permanência. O jogador tem deixado a situação na mão do seu pai e empresários, já o clube entende que o atleta deseja ser valorizado e acredita num consenso na negociação em breve.

No ano passado, sob o comando de Jorge Sampaoli, Yuri esteve em apenas duas partidas, das 15 em que foi relacionado, ambas entrando no decorrer do jogo, totalizando apenas 90 minutos em campo.

Últimas