Victor Andrade relembra parceria com Aranha no Santos: 'Dava uns puxões de orelha quando precisava'

Atualmente no Goiás, jogador que completou oito anos como profissional no início de junho, relembra início de carreira no Peixe

Lance

Lance

Lance

Parece que foi ontem, mas o atacante Victor Andrade, uma das revelações do Santos na década, completou oito anos como profissional no início deste mês. Aos 24 anos, o sergipano que subiu ao time principal do Peixe em 2012, com apenas 16 anos, e contou com a ajuda de um parceiro mais velho, Aranha, 15 anos mais velho à época.

Ao LANCE!, Victor destacou o companheirismo com o goleiro e afirmou que, por conta da maior experiência do amigo, recebeu algumas broncas no início da carreira.

– O Aranha foi importante por ter sido um goleiro muito experiente que eu encontrei no início de carreira. Sempre dando uns puxões de orelha quando precisava – disse Andrade.

Outro jogador que Victor fala com carinho é o lateral-direito português Nelson Semedo, atualmente no Barcelona (ESP), que jogou com a revelação santista no Benfica (POR) entre 2014 e 2015.

– A gente se deu muito bem fora e dentro dos campos. É um jogador completo, muito inteligente – afirmou.

Victor Andrade até hoje um dos oito atletas mais novos que atuaram pelo Santos, na oitava posição. Deixou o Peixe, rumo aos Encarnados, em 2014. Em Portugal, também vestiu as camisas do Vitória de Guimarães e Estoril. Na Europa, ainda atuou pelo 1860 München, da Alemanha. Retornou o Brasil em 2018, para jogar pela Chapecoense, e no início deste ano transferiu-se ao Goíás, onde, até a paralisação do futebol brasileiro, por conta do novo coronavírus, fez sete jogos e marcou dois gols.