Coronavírus

Futebol Vacinas doadas pela Conmebol para Copa América chegam ao Brasil

Vacinas doadas pela Conmebol para Copa América chegam ao Brasil

Entidade doará 20 mil doses do imunizante Sinovac Biotech Ltd. Destas, 5 mil doses irão para pessoas ligadas ao futebol

Lance
Vacinas doadas pela Conmebol chegaram nesta quinta-feira ao Brasil

Vacinas doadas pela Conmebol chegaram nesta quinta-feira ao Brasil

Lance

Os imunizantes contra covid-19 doados pela Conmebol chegaram na manhã desta quinta-feira (8) ao Brasil. Em postagem divulgada em suas redes sociais, a entidade máxima do futebol sul-americano confirmou que as 20 mil doses da vacina Sinovac Biotech Ltd. desembarcaram no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A Conmebol detalhou qual será a rota dos imunizantes da farmacêutica chinesa. Cerca de 5 mil doses tendem a ser destinados para pessoas que trabalham com o futebol. O restante ficará à disposição do país no combate ao novo coronavírus.

"Um pouco mais de 5000 doses irão rumo ao campo de futebol, enquanto o governo brasileiro decidirá o destino do saldo restante. Juntos venceremos a pandemia!", afirmou a entidade.

Em abril, a Conmebol recebeu 50 mil doses da vacina Sinovac. O planejamento da organização era destinar os imunizantes à Copa América e ao futebol sul-americano. A vacinação teve início com jogadores, técnicos e funcionários, deixando cerca de 20 mil doses separadas para o Brasil.

De acordo com o mais recente balanço feito pelo Ministério da Saúde, foram realizados 25.795 testes de RT-PCR para monitorar possíveis casos durante a competição. Entre eles, 165 pessoas testaram positivo para Covid-19, sendo 37 jogadores e membros da delegações, 125 prestadores de serviços terceirizados e três integrantes da Conmebol - estafe que inclui arbitragem, médicos e equipe logística.

Rogério Ceni com cargo ameaçado: por que técnico não emplaca no Fla

Últimas