Futebol Santos tenta vender jogadores, mas esbarra em barreiras de preço

Santos tenta vender jogadores, mas esbarra em barreiras de preço

Após investir em 14 atletas para reforçar elenco, diretoria busca se desfazer de atletas encostados, porém, por pedir alto encontra dificuldades em venda

futebol, Santos tenta se desfazer de jogadores encostados

Cueva é um dos nomes que o Santos busca se desfazer

Cueva é um dos nomes que o Santos busca se desfazer

Ivan Storti/Santos

Depois de investir em 14 jogadores para reforçar o Santos, a diretoria busca se desfazer dos atletas encostados para aliviar a situação dos cofres. Porém, esbarrou em algumas dificuldades para supostos acordos por conta da alta pedida.

Veja mais: Em ótima fase, Gabigol se torna o maior artilheiro sub-23 do planeta

Vanderlei, Vladimir, Matheus Ribeiro, Bryan Ruiz, Cueva, Jobson, Guilherme Nunes, Yuri Alberto... Esses são alguns nomes que o clube busca vender ou emprestar para que os jogadores adquiram experiências.

O diretor de futebol Paulo Autuori afirmou em coletiva recente que tanto Cueva como Bryan Ruiz têm propostas e que o clube avalia como melhorar a oferta. O peruano, porém, passa situação delicada por conta de problemas pessoais. O costarriquenho foi reintegrado ao elenco principal e é observado por Jorge Sampaoli.

- Sampaoli já conversou com Cueva e Bryan dizendo a realidade. Ninguém está aqui para ser simpático com a opinião pública. As coisas precisam de sigilo às vezes para serem comentadas quando forem concretizadas. Propostas existem, mas temos que ver o que é melhor para o clube - afirmou Paulo Autuori.

Com Rodrigão e Cleber Reis em alta na série B, a diretoria vê com bons olhos a possibilidade de emprestar atletas. Os clubes, porém, se planejam para contratar apenas para o segundo semestre do Campeonato Brasileiro.

Veja mais: Barcelona define preço que quer pagar para ter Neymar, diz jornal

O atacante Rodrigão, atualmente no Coritiba, atuou em 25 jogos e marcou 18 gols. Seu contrato vai apenas até o final da temporada. Cleber está no Oeste, foi a campo sete vezes, todas como titular, e balançou a rede uma vez. O zagueiro também fica até o final do Brasileirão.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Libertadores tem duelo particular entre Guerrero e Bruno Henrique