Futebol Orçamento do São Paulo prevê R$ 176 mi em vendas de jogadores

Orçamento do São Paulo prevê R$ 176 mi em vendas de jogadores

Além de maior previsão de receitas com transferências de atletas, documento cita investimentos, redução de endividamentos e mais de R$ 450 milhões em receitas

Lance
Lance

Lance

Lance

Em reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, transmitida ao vivo pela Internet, foi apresentada a proposta de orçamento do clube para a próxima temporada. Entre os números que chamam a atenção, estão a expectativa de receber R$ 176 milhões em vendas de jogadores, valor maior que desta temporada, que foi de R$ 137 milhões.

7 a 1, eliminação na pré-Libertadores e mais: os 20 maiores vexames no mundo do futebol na década

Além disso, o documento cita R$ 37 milhões em investimentos, que seriam formações de atletas na base e aquisição de jogadores. Nesta sexta-feira será realizada a votação entre os conselheiros para saber se a proposta será aceita ou negada.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

A previsão é de que o São Paulo termine a próxima temporada com R$ 460 milhões, menos do que os R$ 541 milhões orçados para 2020. O orçamento para o ano que vem estima um superávit de R$ 12,5 milhões e a possibilidade de o São Paulo reduzir seu endividamento em R$ 91 milhões. Hoje a dívida do São Paulo está por volta dos R$ 600 mi.

Um dado curioso é que o São Paulo não previu receitas com bilheterias para o ano que vem, devido a pandemia do novo coronavírus.

- Vivemos um momento em campo muito feliz. Teremos momento de austeridade e dificuldade financeira, mas acompanha de perto a presença de um futebol competitivo, com grande qualidade e olhar profundo para a base - afirmou Julio Casares, novo presidente do São Paulo, em pronunciamento na reunião do Conselho Deliberativo.

Assim como vinha acontecendo desde o início da pandemia de Covid-19, a reunião foi realizada pela plataforma Zoom, para permitir que todos os conselheiros pudessem acompanhá-la de forma remota. A grande novidade foi a transmissão da reunião nos canais oficiais do São Paulo: toda a sessão foi exibida ao vivo pela SPFCtv, no YouTube, e até as 9h desta sexta-feira (18) já contava com mais de 60 mil visualizações.

Últimas