Futebol Não pode ser mais ou menos! Preparador do Botafogo explica bordão: 'Os atletas absorveram'

Não pode ser mais ou menos! Preparador do Botafogo explica bordão: 'Os atletas absorveram'

Profissional do Departamento Físico falou sobre a frase, que viralizou entre a torcida nas redes sociais, elogiou integração entre setores do clube e dedicação dos jogadores

Lance
Lance

Lance

Lance

"Rapaziada, mais ou menos não serve": quem acompanha os vídeos de bastidores dos jogos do Botafogo provavelmente está acostumado a ouvir esta frase. O dono do bordão é Edy Carlos Soares, preparador físico e membro da comissão técnica de Enderson Moreira. O profissional explicou a frase.

+ ​Negociação de Rafael demanda R$ 1 milhão em luvas, e Botafogo tenta diminuir valor com ações comerciais

- Mais ou menos não serve pra nada (risos). Foi uma frase que eu usei lá no jogo contra o Confiança, é algo que eu acredito e levo na minha vida. Fazer as coisas de uma forma morna não serve para nada. Acabou que virou uma frase importante para a torcida e os atletas também absorveram. Mas o importante é que o nosso dia a dia tem sido muito forte e bacana - afirmou em entrevista à "BotafogoTV"

Desde que Enderson e a nova comissão chegou, nenhum clube fez mais pontos que o Botafogo na Série B do Brasileirão. Edy Carlos explicou que este turbilhão de emoções também é refletido fora de campo.

- A gente chegou e está há pouco mais de 30 dias e parece que já estamos aqui há muito tempo. Pela grandiosidade do Botafogo e tradição que tem, estamos vivendo isso aqui de maneira muito intensa. Fomos muito bem recebidos por todos, a gente teve uma receptividade muito bacana e isso tem feito a diferença. É uma luta muito árdua pela frente, mas a gente tem caminhado bem nesses primeiros passos - explicou.

MAIS DECLARAÇÕES DE EDY CARLOS

Elenco
- É um grupo muito qualificado e comprometido. Muitos falam que os jogadores precisam ser profissionais, mas hoje só isso não adianta. O cara tem que estar muito comprometido com o clube, a equipe e todos nós que fazemos parte do Botafogo. Quando chegamos, sentimos os atletas tensos pela situação, mas com muita vontade de crescimento. As coisas foram caminhando bem. Óbvio que sabemos que vamos encontrar momentos difíceis ainda, mas com a entrega que eles têm demonstrado e essa sinergia com o torcedor, tenho certeza que vamos caminhar bem esses dias.

Setores do clube
- A facilidade que a gente tem está tão grande e tão bacana, o envolvimento de todo mundo tem sido muito bacana. Eu acredito no futebol só nessa maneira. Não adianta que é só a nutrição, só a preparação física, só a performance... Trabalhamos tudo de forma interligada e falamos isso com os atletas e aí no final entregamos os atletas na melhor condição possível. Temos uma integração muito grande, é até difícil citar o nome de todo mundo. O cuidado que temos com os atletas é muito grande.

Últimas